03/11/2017 08:41:00

ALERTA
COI lança manual de proteção de atletas contra assédio e abusos
Qualquer denúncia recebida será tratada de maneira confidencial


Sede do COI, em Lousanne, na Suiça (Foto: Divulgação)


Da Redação, com Agência EFE

Lousanne - O Comité Olímpico Internacional (COI) criou um manual de proteção para os atletas perante situações de assédio e abuso que estará à disposição das federações internacionais e dos comitês olímpicos nacionais para que desenvolvam políticas contra possíveis casos. As informações são da Agência EFE.

O manual foi apresentado oficialmente durante a Assembleia Geral da Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (ACNO), realizada em Praga, na República Tcheca, pelo príncipe jordaniano Faisal Al Hussein, membro do COI e presidente do grupo de trabalho desta organização para prevenir o assédio no esporte.

"As vozes e preocupações dos atletas ressoam em mim. Elogiamos sua coragem para falar de incidentes de assédio e abuso e os apoiamos em sua ação. A segurança e bem-estar dos esportistas são fundamentais para o COI e o movimento olímpico. A nossa responsabilidade é preservar sua segurança e os seus direitos", destacou o presidente do COI, o alemão Thomas Bach.

O manual, elaborado sobre guias já existentes sobre a matéria e recomendações médicas, se centra em políticas específicas de proteção em organizações e competições e oferece possíveis soluções segundo os estudos de casos através do movimento olímpico.

Os atletas que participarem dos Jogos de Inverno de PyeongChang no próximo mês de fevereiro poderão informar de qualquer incidente de assédio ou a abuso através do oficial de salvaguarda do COI que permanecerá na vila olímpica durante a competição.

Qualquer denúncia recebida será tratada de maneira confidencial.

COMENTÁRIOS