04/08/2017 13:20:00

MEDO
Assaltos e ataques a acadêmicas preocupam o DCE da Unicentro
Reunião com a diretoria de campus decidiu pela realização de simpósio sobre segurança pública em Guarapuava


Enrique, acadêmica e Fanfa Ribas (Foto: Divulgação)


Da Redação

Guarapuava - Os roubos de celulares, notebooks e, principalmente, o assédio às mulheres estão sendo constantes na saída das aulas noturnas da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), nos campi Santa Cruz e Cedeteg. De acordo com o presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Enrique Ráez Martinez, uma reunião com o diretor do campus Santa Cruz, Ademir Fanfa Ribas, mostrou essa preocupação, pois há relatos constantes sobre assaltos e violência, principalmente, contra acadêmicas.  

“Tratamos várias questões, mas a principal é a segurança. As aulas acabam por volta das 22h30 e esse horário, por ser tarde da noite, deixa os acadêmicos à mercê do perigo”. Segundo Enrique, a deliberação foi a realização de um simpósio ainda em agosto reunindo as autoridades do setor, o Poder Público, para que cada órgão exponha o que está fazendo pela segurança pública na cidade e no entorno das faculdades. “Vamos envolver também as demais instituições de ensino superior”.

De acordo com Enrique, esta não é a primeira vez que o tema é tratado. “Já tivemos outras reuniões pedindo segurança. No começo melhorou, mas depois o patrulhamento foi reduzido”.

Campanhas de conscientização também estão no planejamento do DCE a partir da segunda quinzena de agosto.

COMENTÁRIOS