05/01/2017 14:51:00
Viajar... mas de moto!


De moto pelo Chile (Foto: Cícero J. Ribeiro/Reprodução Facebook)


Recebi esse texto do meu nobre amigo Barba (Magos do Asfalto M.C), e subscrevo dedicando a todos os meus amigos e parceiros Andarilhos M.G, que neste momento se encontram aventurando-se pela nossa maravilhosa América Latina afora, em expedição no Atacama!

Creio que o grande trunfo de viajar de motocicleta é estar a centenas ou milhares de quilômetros de casa e olhar para este pequeno veículo com algumas bagagens e dizer para si mesmo: “Isso é o que nos trouxe até aqui! Isso nos leva onde quisermos!”.

Mas, além disso, viajar de moto é se dar conta, ou certificar-se, que precisamos de muito pouco para sermos felizes. Muito menos do que imaginamos. É se dar conta que temos muitas coisas supérfluas que normalmente valorizamos e nos apegamos em demasia.

Viajar de moto é planejar, pesquisar, e depois na hora descobrir que existe outro caminho. É descobrir que você vai se virar na estrada e vai rir do que deu errado.

É estar num lugar estranho e ser cercado por pessoas estranhas que lhe tratam bem, mesmo sem nunca terem lhe visto, perguntando de onde você vem, pra onde você vai (alguém já lhe perguntou isso quando viaja de carro?).

Viajar de moto e descobrir que tanta gente mesmo não pilotando ou mesmo tendo uma motocicleta, gosta, curte e é apaixonada por isso que você faz.

É abrir mão do conforto de outro tipo de veículo e outro tipo de viagem que talvez até fosse mais barata e certamente seria mais confortável, levando em conta todo o equipamento e gastos com a moto (manutenção prévia), para sentir na pele (sentir, não sofrer) o frio, o calor, o vento, a maresia, chuva, garoa, poeira, etc.

Sentir isso é o que se busca, o que se quer... É a grata e mágica sensação que nos faz sentir que estamos vivos.. E vivendo!

Boa viagem e se sintam acompanhados por seus conterrâneos e amigos nesta aventura, Andarilhos Moto Grupo!

(Autor desconhecido – readaptado por Victor Sebastian)

 

COMENTÁRIOS



Sobre o Blog

Victor Sebastian, 41 anos, é de Guarapuava. Foi fundador e é o atual presidente do tradicional Motoclube DEAD COWBOYS MOTORCYCLE CUSTON CLUB, criado em 2011. Viajante nas horas vagas, motoqueiro por natureza, entusiasta e admirador de motocicletas e do sentido de liberdade que estas maravilhosas máquinas nos trazem.

O blog busca relatar através de histórias e confissões, do autor de seus amigos, situações decorrentes de suas aventuras na estrada, bem como suas passagens por bares, festas, encontros, restaurantes, hotéis, paradas, postos, dentre outros lugares, sempre que possível dando boas dicas.

Boa viagem!