08/05/2017 15:59:00

PT PARANÁ
Rosinha quer unir as esquerdas para combater o ódio e a intolerância
"Não temos motivos para nos separar, porque essa violência se combate com a nossa união"


Dr.. Rosinha (Foto: Edson Rimonatto)


Da Redação

Curitiba - Eleito com 167 votos (57%), contra 125 (43%) de Arilson Chioratto, o ex-deputado federal Florisvaldo Fier, o Doutor Rosinha, é o novo presidente do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores. O mandato é de dois anos. Rosinha sucede na presidência do PT-PR o deputado federal Enio Verri, que presidiu o diretório estadual por duas gestões. A escolha aconteceu durante o 6º Congresso Estadual do PT-PR neste domingo (07).

Rosinha escolheu como prioridade da sua atuação no comando da legenda, a unidade das forças internas para fortalecimento do PT no Paraná e a aliança com os movimentos sociais e uma grande frente de esquerda para combater o ódio, a intolerância, o preconceito e barrar o avanço do nazi-fascismo na sociedade. “Não temos motivos para nos separar, porque essa violência se combate com a nossa união”.

O candidato da CNB, Arilson Chiorato, ao saber do resultado oficial da eleição, parabenizou o Doutor Rosinha pela vitória e disse que é importante para o PT, neste momento, sair da disputa interna e partir para a construção da unidade partidária, uma vez que os desafios impostos pela conjuntura nacional são maiores que qualquer disputa. “Nosso grupo está à disposição do companheiro Rosinha para ajudar nas tarefas do Partido e para avançar em um novo processo de reconstrução”, disse.

Por meio de suas redes sociais, a senadora Gleisi Hoffmann postou a seguinte declaração: “Dr. Rosinha foi eleito presidente do diretório do Partido dos Trabalhadores no Paraná! Parabéns a militância pela construção democrática do PT. Agora, é fortalecer o Partido, rumo ao 6º Congresso Nacional e preparar o caminho para Lula voltar a governar o Brasil!”. A senadora paranaense e líder do PT no Senado Federal é candidata à presidência nacional do Partido.

Delegados e delegadas do 6º Congresso Estadual do PT-PR “Marisa Letícia Lula da Silva” também votaram neste domingo (07) nas chapas que disputavam a composição do diretório estadual do Partido e da delegação paranaense que participará do 6º Congresso Nacional do PT, que ocorrerá entre os dias 1º e 3 de junho. Serão enviados 21 delegados e delegadas do Estado.

Para o diretório estadual, a chapa de Rosinha fez também 167 votos, contra 127 da CNB. A proporcionalidade obtida pelas forças é que definirá quantos integrantes cada uma das forças indicará para o preenchimentos das 73 vagas na composição da direção estadual, conselhos fiscal e de ética e representação da bancada parlamentar. Para compor a direção estadual do PT, o partido obedece a paridade de gênero (50% de homens e 50% de mulheres) e respeita o estabelecimento de cota geracional - de 20% para preenchimento das vagas com jovens – e de 11% por critério étnicorracial.

Rosinha recebeu o apoio de lideranças de outras correntes internas, como os deputados estaduais Tadeu Veneri e Péricles de Mello, o deputado federal Zeca Dirceu e o ex-deputado estadual Elton Welter. Sua tendência, a Democracia Socialista (DS), também conta com a expressão de lideranças como o deputado estadual Professor Lemos e a vereadora de Curitiba Professora Josete.

LULA EM CURITIBA

A primeira das tarefas que a gestão atual e a próxima assumem nesse período de transição até a posse dos novos membros do Diretório Estadual, que deverá acontecer na reunião marcada para o dia 20 de maio, tem a ver com as atividades promovidas pela Frente Brasil Popular nesta semana, em recepção ao ex- Presidente Lula pelos movimentos sociais. Lula Irá a Curitiba para prestar depoimento à Justiça Federal dentro dos processos da Operação Lava Jato e será recebido por militantes de esquerda de todo o País, que se organizaram espontaneamente em caravanas para acolhê-lo e manifestar seu apoio a ele.

A oposição ao governo tucano de Beto Richa, a resistência ao golpe de estado no País e o combate aos retrocessos impostos pelas medidas do governo ilegítimo de Michel Temer, como as propostas de reformas trabalhista e da Previdência, também estão no rol das prioridades da gestão do Doutor Rosinha no comando do PT-PR.

 

COMENTÁRIOS