08/11/2017 08:01:00

PARA 2018
STF decide e Carli Filho vai para júri popular
Data ainda não foi definida. Processo será encaminhado ao TJPR, em Curitiba


(Imagem: Arquivo/Reprodução)


Da Redação

Curitiba - A deputada federal Christiane Yared anunciou no seu perfil pessoal no Facebook na noite dessa terça feira (07) que o ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho irá para júri popular no Paraná. De acordo com a deputada, a decisão foi tomada ontem por decisão unânime do STF (Supremo Tribunal Federal), que teve a relatoria do ministro Gilmar Mendes. “Depois de muitos anos, infinitos pedidos protelatórios, tantas artimanhas que arrasaram minha família e impediram de tentar seguir adiante, enfim nesta terça feira uma notícia nos traz um pouco de esperança”, desabafou a deputada.

O STF acompanhou o relatório do ministro Gilmar Mendes e recusou por unanimidade o último recurso da defesa de Carli Filho. Ontem, o STF tornou público um documento certificando que transitou em julgado a decisão do TJPR que confirmou a remessa do caso a julgamento pelo júri.

Agora, vencida a burocracia de comunicações oficiais, o juiz da Segunda Vara do Tribunal do Júri de Curitiba poderá pautar o julgamento. “A cada dia, a dor nos arrasava, mas sempre vinha acompanhada da força para transformá-la em luta. Cada lágrima foi transformada em garra, para enfrentar a tristeza”, destacou Yared.

A data do júri popular de Carli Filho deve ser marcada pelo TJPR, mas ainda não há definição sobre quando será. Porém, o advogado da família Yared, que atua como assistente de acusação no caso do ex-deputado Luiz Fernando Ribas Carli Filho, Elias Mattar Assad, divulgou uma nota na noite dessa terça onde prevê que o júri poderá se realizar nos primeiros meses de 2018. Assad informou que vai, nesta quarta feira (08), entrar com um requerimento para que o julgamento seja marcado. 

“Com a decisão final tomada nesta terça feira, renascem as esperanças sobre a justiça dos homens. Queremos e lutamos para que ela seja definitivamente cumprida. Porque, sem dúvida alguma, a justiça de Deus, essa ninguém nunca conseguirá protelar”, concluiu Christiane Yared.

A defesa do ex-deputado comentou que ainda resta recurso no caso.

CASO

No dia 7 de maio de 2009, o então deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, envolveu-se em um acidente em que dois jovens morreram. O automóvel dirigido por Carli Filho atingiu o carro dos jovens. Na época, a perícia constatou que o veículo de Carli Filho estava a cerca de 167 km/h, em uma via com limite de 60 km/h. Além disso, ele também teria ingerido bebida alcoólica. 

COMENTÁRIOS