09/09/2017 13:19:00

LAVA JATO
Defesa coloca passaportes de Joesley Batista à disposição do STF
Oficio foi protocolado, após pedido de prisão feito por Janot


Joesley Batista (Foto: Uol)


Da Redação

Guarapuava - A defesa do grupo J&F  colocou à disposição do Supremo Tribunal Federal (STF) os passaportes do empresário Joesley Batista e do ex-diretor de Relações Institucionais da holding Ricardo Saud. O anúncio foi feito neste sábado (09).

De acordo com a Agência Brasil, a apresentação da petição ocorre após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedir à Corte a prisão do empresário e do ex-executivo, no fim da noite de ontem, sexta  (08). Janot também pediu a prisão do ex-procurador Marcelo Miller. As prisões foram solicitadas ao ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.

Segundo a Agência Brasil, o pedido de prisão foi motivado por suspeitas, levantadas em gravações, de que os delatores teriam ocultado à Justiça informações sobre crimes. As gravações foram disponibilizadas pelos próprios delatores, como parte do acordo de colaboração.

A PGR deduz também que a atuação de Miller não foi neutra, já que ele trabalhava na procuradoria no período das negociações e deixou o cargo para ingressar em um escritório de advocacia de defesa da J&F.

COMENTÁRIOS