11/05/2017 10:45:00

TALENTO
Pianista dá exemplo de superação
João Marcos começou como autodidata, correu atrás e agora fará cursos na França


João Marcos (Foto: Reprodução)


Da Redação

Guarapuava - Um piano, o talento e a vontade de vencer mesmo sem ter condições de bancar uma academia. Estas são as principais peças de um repertório composto pelo sucesso e pela realização.

A carreira do pianista João Marcos de Oliveira começou aos nove anos de idade, quando o morador do bairro Bonsucesso, em Guarapuava, assistia o lançamento de um CD do francês Richard Clayderman. “Eu tinha um teclado em casa e como me encantei, comecei a mexer no teclado, ouvir acordes”. Mas foi a música 'Ballade pour Adeline', de Richard Clayderman, que o levou ao piano, aos 13 anos. “Comecei a frequentar o Centro de Artes e Criatividade e, por conta própria, fui estudando, pesquisando na internet”.

O empenho do autodidata não foi em vão. Aos 18 anos ele já fazia os primeiros arranjos. “Foi nessa época que comecei a ter aulas com a maestrina Marcia Rickli".

Paralelamente, os estudos sobre a França continuaram e aprender o idioma foi apenas uma consequência. “Fiz o curso de francês na Usina do Conhecimento, sempre sonhando em conhecer o seu ídolo, Richard Clayderman. Em 2016, o francês fez concertos em Curitiba, no Teatro Guaíra e João Marcos estava lá. “Consegui um autógrafo dele”.

Integrando a Associação de Professores da Língua Francesa no Paraná, João Marcos, durante encontro em Ponta Grossa, conheceu um jornalista francês. A sua história rendeu reportagem num jornal da França. E o resultado não poderia ser melhor. Em janeiro de 2018 ele fará cursos em Paris. Serão aulas de francês com professor da Catedral de Notre Dame e aos finais de semana, cursos de música na Universidade de Compiegne. Mas para comprar as passagens, o pianista precisa do apoio dos guarapuavanos. Além de uma Ação entre Amigos, que vai sortear um jantar no Restaurante do Küster Hotel, ele fará concerto no dia 5 de julho, na Unicentro. Se a ação solidária custa R$ 10,00 o bilhetes, no concerto a doação será espontânea.

COMENTÁRIOS