11/07/2017 13:33:00

BOTA ATITUDE NISSO!
Grupo do Studio Bruna Pacheco tem atitude no nome e no palco
Bailarinos se preparam agora para participar do Festival de Dança de Joinville, o maior do mundo


Atitude pouca é bobagem (Foto: Reprodução)


Jonas Laskouski

Guarapuava - Atitude. Do italiano atittudine. Substantivo feminino que significa 1. maneira como o corpo (humano ou animal) está posicionado; pose, posição, postura. 2. comportamento ditado por disposição interior; maneira, conduta. Os sinônimos seguem, mas já deu pra sacar, certo? E foi justamente essa, a palavra escolhida há seis anos atrás para dar nome a um grupo de dança do Studio Bruna Pacheco. O nome, a palavra, o substantivo não poderia ser mais apropriado e não foi escolhido à toa.

Dançando street jazz e empolgando o público por onde passa, o grupo vem crescendo tanto na modalidade quanto na quantidade de bailarinos - iniciou com cinco integrantes e hoje já está com 23 - todos com experiência em dança há mais de cinco anos. Muita dedicação, estudo, aprimoramento e claro, atitude, levam agora o grupo a participar do Festival de Dança de Joinville, em Santa Catarina, que chega à sua 35ª edição e desde 2005 é considerado o maior do mundo.

"Pela primeira vez estamos participando de um festival fora da nossa cidade, e representar a cidade no maior festival de dança do mundo é muito gratificante", conta a bailarina e diretora, Bruna Pacheco. E tem novidades. "Contratamos o bailarino Jonatas Cardoso, de Curitiba, para coreografar para nós. Já trabalhamos juntos há alguns anos quando ele participou de alguns espetáculos do Studio BP como bailarino convidado. Nós somos fãs do trabalho dele", completa Bruna. 

Este ano, o Atitude optou por não entrar na mostra competitiva e sim nos Palcos Abertos. "Já é uma grande vitória para nós sermos selecionados, pois de 100 grupos que mandaram o vídeo para as inscrições, nós ficamos entre os 30. Serão 10 apresentações em quatro dias (18 a 21 de julho) nos palcos da Feira da Sapatilha, Shopping Müeller e Praça Nereu Ramos. E se depender de atitude, o sucesso, as palmas e os gritos estão garantidos.

JONATAS CARDOSO

Natural de Curitiba, Jonatas Cardoso é bailarino da JS Company de Hip Hop e Juliana Carletto Cia. de Dança Contemporânea e Jazz Dance. Já dançou por todo o Brasil e exterior também, participando de grandes festivais como o Festival Internacional de Curitiba, Festival de Joinville e em Alcobaça/Portugal, em San Diego/Califórnia (EUA) no Festival Body Rock e em Las Vegas/Nevada (também nos EUA) no Hip Hop Internacional Dance Champion.

Atuou profissionalmente como coreógrafo e bailarino para a rapper Karol Conka, "Melhor Artista do Ano" no Prêmio Multishow, dançando então com ela na Corrente Cultural para mais de 22 mil pessoas na Boca Maldita em Curitiba e atuou também como bailarino para a cantora Anitta na sua primeira turnê brasileira "Show das Poderosas", na abertura com mais de 6 mil pessoas no Barra Music no Rio de Janeiro.

SOBRE O FESTIVAL DE JOINVILLE

Dentro ou fora do palco, o Festival de Dança de Joinville é um evento consolidado pela tradição, pelo profissionalismo e pela pluralidade dos participantes, seja concorrendo na Mostra Competitiva, apresentando-se na Meia Ponta ou Palcos Abertos nas praças, bairros, shoppings e fábricas ou com um foco voltado a atividade didática. O Festival engloba a realização de cursos e oficinas com fins de aperfeiçoamento profissional, workshops gratuitos para os coreógrafos inscritos no evento, seminários de dança, projetos comunitários, palestras, debates, entre outras ações.

Trazer para as noites especiais - Abertura e Gala - espetáculos que sejam montagens completas de balés consagrados ou peças de destaque de outros gêneros de dança e trabalhos de companhias de renome é também uma preocupação da Curadoria Artística e da organização do evento.

Mantido com o apoio de patrocinadores e promovido pelo Instituto Festival de Dança de Joinville, o evento reúne mais de seis mil participantes diretos e atrai público superior a 200 mil pessoas numa média de 170 horas de espetáculos, o que inclusive lhe valeu a citação como o 'Maior Festival de Dança do Mundo' no Guinness Book desde 2005.

COMENTÁRIOS