12/12/2016 11:51:00

FOTOGRAFIA
"Estado de Suspensão" mexe com os sentidos dos espectadores
Exposição da artista e fotógrafa Charly Techio abre nesta terça, em Curitiba


Instigando o público a perceber emoções (Foto: Charly Techio)


Com Caroline Rodrigues

Curitiba - A partir desta terça (13), o Museu da Fotografia de Curitiba vai receber a exposição “Estado de Suspensão”. A mostra reúne trabalhos da artista e fotógrafa paranaense Charly Techio, supervisora dos cursos de fotografia e artes visuais do Centro Europeu.

A exibição, que ficará em cartaz até o dia 12 de fevereiro de 2017, é composta por 20 produções realizadas a partir de 2013, nelas Charly Techio explora fotograficamente autorretratos e retratos associados a outros elementos, como caveiras e animais. Os trabalhos se desdobram para além da fotografia, apresentando objetos e vídeos e criando um universo particular voltado a sensações e questões psicológicas, temáticas bastante recorrentes no trabalho da artista.

A exposição é o resultado das visitas da fotógrafa a Berlin, onde capturou imagens de lugares abandonados após a queda do Muro, e a outras localidades como a floresta amazônica. Todos os locais visitados foram explorados a partir de uma pesquisa relativa à sensação de melancolia e finitude que eles podem proporcionar. “Tenho estudado a utilização de elementos colocados nas fotografias há algum tempo, e para mim é uma forma de desviar a atenção do espaço em si, e direcionar para a sensação que ele passa ou que eu gostaria que passasse, claro que são lugares grandiosos, que carregam história, e isso também me interessa”, comenta Charly.

A exposição “Estado de Suspensão” ficará em cartaz no Museu de Fotografia de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 - Centro) entre os dias 13 de dezembro de 2016 a 12 de fevereiro de 2017.

Mais informações pelo telefone (41) 3321-3260 ou no site www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br.

COMENTÁRIOS







Pela Web