13/03/2017 11:49:00

#CONQUISTA
Cristina Silvestri comemora criação da Companhia Independente da PM em LS
Deputada ingressou com pedido em abril de 2016 na Assembleia Legislativa


Deputada estadual Cristina Silvestri (Foto: Divulgação)


Da Redação, com assessoria

Curitiba - A deputada estadual Cristina Silvestri comemorou o anúncio feito pela Casa Civil do Governo Beto Richa, confirmando a elevação da 2ª Companhia da Polícia Militar de Laranjeiras do Sul, Centro-Sul do Estado, à categoria de Companhia Independente. Cristina Silvestri é autora de requerimento, ingressado em abril de 2016, na Assembleia Legislativa, solicitando ao Governo o cumprimento da Lei 18.662, que autoriza o Executivo a criar a unidade policial por meio de decreto.

A medida é esperada há anos pelos municípios da Cantuquiriguaçu, uma das regiões do Estado que necessitam ampliar o atendimento na segurança pública. Foi o que levou a deputada a entrar com pedido na Assembleia Legislativa e a se mobilizar com os prefeitos para reivindicar ao Governo a urgência no atendimento desse pleito. Há menos de um mês, a parlamentar reforçou o pedido em audiência com o chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni. Na última sexta feira, Rossoni compareceu a uma reunião da Cantuquiriguaçu em Laranjeiras do Sul, fazendo o comunicado oficial.

Cristina Silvestri fez questão de compartilhar o anúncio com a população da região em entrevista a várias emissoras de rádio durante a Expoagro, evento rural em Laranjeiras do Sul. Ela compareceu ao estande da Cantuquiriguaçu a convite do presidente da entidade, Odir Gotardo, prefeito de Pinhão. Na oportunidade, a parlamentar detalhou o trabalho que desenvolveu em conjunto com os municípios da Cantuquiriguaçu e elogiou a iniciativa do governador Beto Richa, com a implantação da Companhia Independente.

JUSTIFICATIVA

Ao apresentar o requerimento na Assembleia Legislativa, Cristina Silvestri enfatizou a necessidade de aumentar efetivo de policiais e equipamentos e também a criação de novos destacamentos e serviços “numa das regiões rurais mais vulneráveis do Estado, situada numa rota de tráfico internacional de drogas, sob constantes conflitos agrários e que necessita aumentar a segurança pública da população com o máximo de urgência”.

O requerimento apresenta 20 itens, que demonstram a carência de segurança na região. Dentre eles estão a alta taxa de criminalidade e violência, principalmente de homicídios, porte de arma de fogo, uso e tráfico de entorpecentes e furto em propriedades rurais, bem como o tráfico internacional que circula pela BR-277 e usa a região como ponto de fuga ou de distribuição.

A parlamentar cita também que o reforço de policiamento na região de Laranjeiras do Sul vai agilizar o atendimento policial de equipes táticas em situações graves. Lembra ainda que Laranjeiras do Sul é sede de um Centro de Sócio Educação (CENSE) para adolescentes infratores, com pelo menos 104 vagas. Além disso, também faz parte das preocupações o grande número de invasões de propriedades rurais por movimentos sociais com reivindicações de reforma agrária e o atendimento de aldeias indígenas que possuem reservas na área dos municípios do Rio Bonito do Iguaçu, Nova Laranjeiras e Laranjeiras do Sul.

Segundo Cristina Silvestri, a criação da Companhia Independente propiciará novos e permanentes serviços à população, como a Ronda Ostensiva Tático Móvel (ROTAM), Patrulha Rural, Serviço de Inteligência (Agência Local de Inteligência), Equipes de Escoltas e Guarda de Presos, Equipe de Trânsito, Patrulhas com Motocicletas, Bases Móveis Comunitárias, Patrulhamento a Pé.

A Companhia Independente de Laranjeiras do Sul abrangerá os municípios de Nova Laranjeiras, Rio Bonito do Iguaçu, Cantagalo, Virmond, Porto Barreiro, Marquinho, Goioxim, Palmital e Laranjal. A estimativa é que com a elevação, a região passará a contar com um efetivo 50% maior, passando dos atuais 180 policiais para mais de 270.

COMENTÁRIOS