13/07/2017 12:36:00

ECONOMIA MUNDIAL
Banco Central dos EUA vai manter aumento gradual da taxa de juros
De acordo com a chefe do Banco Central, a taxa de juros de referência não está longe da neutro – ponto em que a economia atinge o pleno emprego


(Imagem: Ilustrativa)


Da Redação com agência Xinhua

Washington - A presidente da Federal Reserve, o Banco Central dos Estados Unidos, Janet Yellen, disse nessa quarta feira (12) que o órgão continuará aumentando gradualmente as taxas de juros e diminuindo seu balanço patrimonial, ao longo deste ano, enquanto monitora a inflação de perto. As informações são da Xinhua.

"O Comitê (Federal Open Market) continua esperando que a evolução da economia garanta um aumento gradual da taxa de fundos federais ao longo do tempo para alcançar e manter os empregos e preços estáveis," afirmou Yellen em discurso ao Comitê de Serviços Financeiros dos Estados Unidos.

De acordo com a chefe do Banco Central, a taxa de juros de referência não está longe da neutro – ponto em que a economia atinge o pleno emprego.

"Porque a taxa neutra é atualmente bastante baixa por padrões históricos, a taxa de fundos federais não teria de aumentar muito mais para chegar a uma política neutra," disse Yellen.

Como parte do processo de normalização da política monetária, o FED reduzirá seu balanço patrimonial de US$ 4,5 trilhões. Em sua reunião de política em junho, o órgão anunciou um plano detalhado sobre como reduzir seu balanço patrimonial.

"Desde que a economia evolua amplamente como previsto, provavelmente começaremo a implementar o programa [de redução do balanço] este ano," disse Yellen.

Em seu discurso, Yellen disse esperar que a economia dos Estados Unidos continue a expandir-se a um ritmo moderado ao longo dos próximos dois anos, pois os ganhos de trabalho estáveis iriam apoiar o crescimento da renda e depois os gastos dos consumidores.

De acordo com a presidente, a melhoria das perspectivas de crescimento global apoiaria as exportações dos EUA e as condições financeiras favoráveis continuariam a apoiar o investimento empresarial.

COMENTÁRIOS