13/09/2017 08:27:00

NO PARANÁ
Ex-participante de reality show é condenado a 12 anos de prisão por estupro de vulnerável
Laercio de Moura participou do BBB 2016


(Foto: Reprodução)


Da Redação, com assessoria MP

Curitiba - A Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba condenou o ex-participante do reality show Big Brother Brasil 2016, Laercio de Moura, a 12 anos de reclusão pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de material (foto ou vídeo) contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A decisão é do final de agosto deste ano. 

O homem está preso desde maio de 2016, após acusação de estupro de vulnerável e de fornecimento de bebidas alcoólicas para uma adolescente de 13 anos. Ele era investigado pelo MPPR desde fevereiro do mesmo ano, quando a Promotoria de Justiça recebeu um pedido de providências a respeito da conduta do ex-BBB. Na solicitação, o denunciante alegava ter conhecimento do envolvimento do ex-BBB com adolescentes e descrevia a conduta do indiciado em relação a esse tipo de prática. Em junho de 2016, ele foi denunciado pelo MPPR por estupro de vulnerável, armazenamento de conteúdo de pornografia infantil e tráfico de drogas, sendo condenado pelos dois primeiros crimes, mas absolvido do último.

COMENTÁRIOS