14/07/2017 08:37:00

POLÊMICA
Reduzir fóruns eleitorais do Paraná é retrocesso, afirma Yared
Após visita do presidente do TRE-PR, parlamentar aderiu à campanha contra a recente resolução do TSE de fechar unidades municipais já existentes


(Foto: Assessoria)


Da Redação, com assessoria

Brasília - O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, esteve com a deputada federal Christiane Yared (PR-PR) na noite de quarta feira (12) em busca de apoio contra a resolução do Tribunal Superior Eleitoral que trata do rezoneamento dos cartórios eleitorais, inclusive os do Paraná. O encontro ocorreu no gabinete da parlamentar, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Na prática, serão fechadas 82 Zonas Eleitorais paranaenses, o que, segundo o magistrado, prejudicará o pleito eleitoral do Estado. Ele cita, por exemplo, os investimentos já realizados pelo TRE como a construção, equipagem e modernização dos fóruns. O desembargador ressaltou ainda a preocupação com a medida nacional, já que ela pode enfraquecer a Justiça Eleitoral, o que dificultaria a fiscalização e o combate aos ilícitos eleitorais praticados durante as eleições.

Após a explanação do presidente do TRE-PR, a deputada Christiane Yared se comprometeu com o magistrado a aderir à campanha contra a resolução do TSE. “Em todo território nacional, o Paraná é o único Estado com um fórum eleitoral em cada município. Realmente seria um retrocesso enorme fechar parte dessa estrutura”, afirmou a parlamentar.

REZONEAMENTO

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou no dia 1º de junho deste ano a resolução que amplia o remanejamento e a extinção de zonas eleitorais para o interior dos Estados em todo o país. Conforme o critério adotado pela resolução, o município do interior de cada Estado que tiver mais de uma zona eleitoral só poderá manter as duas unidades caso o quantitativo de eleitores da cidade seja maior que 70 mil por zona eleitoral.

COMENTÁRIOS