15/08/2017 17:40:00

INSEGURANÇA
Recalcatti defende que Depen assuma gestão plena da Cadeia de Guarapuava
Deputado enviou solicitação ao secretário de Segurança Pública, Wagner Mesquita


Deputado estadual delegado Rubens Recalcatti (Foto: Divulgação)


Da Redação, com assessoria

Guarapuava - A situação precária em que se encontra a Cadeia Pública de Guarapuava, com superlotação de presos, chamou a atenção do deputado estadual delegado Rubens Recalcatti. Ele protocolou solicitação às autoridades estaduais para que transformem o regime de administração da Cadeia de gestão compartilhada para gestão plena, passando a ser de exclusiva responsabilidade do Departamento Penitenciário do Estado (Depen). Hoje, a gestão da unidade é dividida com o Departamento de Polícia Civil (DPC).

“O que pedimos é para o governo dar continuidade a essa mudança que vem ocorrendo em diversas unidades prisionais do estado, acabando com o desvio de função dos policiais que hoje atuam como carcereiros”, justificou Recalcatti. “Em Guarapuava, a situação está crítica. Estive lá durante o recesso de julho e acompanhei de perto os riscos de uma cadeia superlotada”, afirmou o parlamentar.

O expediente foi enviado na sexta (11) ao secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SESP), Wagner Mesquita, com quem Recalcatti já havia tratado do assunto. A reivindicação também foi encaminhada a ele pela diretoria da Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol). “Há praticamente um consenso sobre este assunto”, explicou.

A Cadeia Pública da 14ª Subdivisão Policial de Guarapuava tem capacidade para 166 detentos. No entanto, no dia em que Recalcatti protocolou o ofício, estava com 364 – quase 200 presos a mais do que a sua lotação.

Para o deputado, a implantação da gestão plena é uma necessidade em todas as Subdivisões de Polícia do Estado. “Este será um grande passo para retirar os presos das delegacias de polícia, transferindo-os para as estruturas do Depen”, disse.

 

 

 

COMENTÁRIOS