17/02/2017 17:30:00

LIGANDO
Mark Zuckerberg publica manifesto e defende 'comunidade global'
Rede é acusada de influenciar nos resultados das eleições norte-americanas, que elegeu Donald Trump


Zuckerberg e seu manifesto (Imagem: Reprodução)


Da Redação, com Ansa

Washington - O presidente executivo (CEO) e cofundador do Facebook, Mark Zuckerberg, escreveu um longo texto em seu perfil direcionado aos usuários da rede social para mostrar sua visão de mundo e defender a globalização e a ideia de uma "comunidade global", sustentada pelo Facebook. As informações são da Agência italiana Ansa.

O texto foi publicado num momento em que tanto Zuckerberg como o Facebook, tem sido alvo de críticas e acusações de censura, discurso de ódio e de alegadas inconsistências na aplicação de políticas de conteúdo. Além disso, a rede é acusada de influenciar nos resultados das eleições norte-americanas, que elegeu Donald Trump, por conta da propagação de notícias falsas (fake news).

"Nossas maiores oportunidades são globais - como espalhar a prosperidade e a liberdade, promover a paz e a compreensão, tirar as pessoas da pobreza e acelerar a ciência. Nossos grandes desafios também exigem respostas globais - como acabar com o terrorismo, lutar contra as mudanças climáticas e prevenir pandemias. O progresso agora exige que a humanidade se una, não como cidades ou nações, mas como uma comunidade global", escreveu o CEO do Facebook.

No texto, Zuckerberg também propõe uma série de medidas para a construção dessa "comunidade global", tidas como os "cinco mandamentos" que consistem em comunidades solidárias, comunidades seguras, comunidades informadas, comunidades civicamente engajadas e comunidades inclusivas.

"A precisão de informação é muito importante. Nós sabemos que existe desinformação e até conteúdos descaradamente falsos no Facebook, e nós levamos isso muito a sério. Fizemos progresso ao combater farsas da forma que combatemos spam, mas temos mais trabalho", pontuou o dirigente do Facebook.

COMENTÁRIOS