18/05/2017 10:14:00

CRISE POLÍTICA
Procuradoria Geral da República pede a prisão de Aécio Neves
Ministro Edson Facchin remeteu a decisão à Corte. Irmã de Aécio foi presa na manhã desta quinta


Aécio Neves (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)


Da Redação

Brasília - A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A prisão, porém, depende do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que repassou a responsabilidade ao plenário da Corte. Porém, definiu pelo afastamento do senador.

De acordo com o Bom Dia Brasil, a irmã de Aécio, Andréa Neves foi presa na manhã desta quinta (18). Ela é alvo da mesma operação que investiga Aécio. Junto com Andréa, a Polícia Federal cumpre nesta quinta, mandados judiciais nas casas e nos gabinetes do senador tucano e de Zezé Perrella, do PMDB de Minas Gerais. Há ainda mandados sendo cumpridos no gabinete em Brasília, na casa e no escritório de Zezé Perrella em Belo Horizonte, fora endereços de um contador e de empresas ligadas a ele. O filho de Perrella, Gustavo, também é investigado.

Todos foram citados na delação do empresário Joesley Batista, da JBS, e de outros empresários do grupo.

As buscas estão acontecendo nos apartamentos de Aécio em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, na fazenda em Claudio (MG). O primeiro de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, que seria o intermediário para o pagamento da propina de R$ 2 milhões, também está na mira da operação.

Ainda em belo Horizonte, a PF vasculha a residência do doleiro Gaby Amine Toufic, do assessor Mendherson Souza e de outros funcionários do peemedebista.

COMENTÁRIOS