18/05/2017 17:30:00

CRISE POLÍTICA
Roberto Freire deixa o Ministério da Cultura
Raul Jungmann, também do PPS, recua e prefere se manter no cargo


(Foto: Leonardo Prado/Agência Câmara)


Da Redação

Brasília - O Ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS) pediu exoneração do cargo. Ele segue a decisão das bancadas do partido na Câmara e no Senado, que optaram por defender a renúncia do presidente, noticiou a Veja no final da tarde desta quinta (18).

Presidente nacional da PPS, partido que vinha compondo a base governista, Freire assumiu o cargo em novembro do ano passado, em meio a um escândalo envolvendo o antecessor, Marcelo Calero, que acusou o presidente e o então ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, de pressioná-lo a rever, por razões políticas, uma decisão técnica do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O outro ministro do PPS, o titular da Defesa, Raul Jungmann, que tinha decidido que acompanharia Freire e também abandonaria o governo, recuou. Ele alega que permanecerá no cargo para manter a estabilidade das Forças Armadas.

 

COMENTÁRIOS