19/05/2017 09:58:00

ANIVERSÁRIO
Feira Agroecológica de Irati comemora três anos
Principal trunfo da feira são os produtos orgânicos, livres de agrotóxicos


Feira Agroecológica é realizada todas as quintas feiras e têm público fiel (Foto: Raphael Gierez)


Da Redação, com assessoria 

Irati - O campus de Irati, da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) conta semanalmente com a realização da Feira Agroecológica. Nesse mês de maio, quando o projeto de extensão completa três anos, estão sendo realizadas diversas ações para reforçar a busca de alimentos de qualidade para a comunidade e de melhor renda para os pequenos agricultores do município.

“Nesses três anos de projeto, além de toda a questão alimentar e de renda, também é importante salientar o profundo diálogo entre o conhecimento científico e o conhecimento popular, que o espaço da feira proporciona”, completa a professora Fernanda Ikuta, do Departamento de Geografia, coordenadora do projeto. A renda obtida com a venda direta para o consumidor ajuda os agricultores familiares participantes do projeto a continuarem firmes no ideial de plantarem alimentos orgânicos. “Plantamos em família. Então, toda a nossa renda sai da horta. Por isso, é importante participar da Feira e, além disso, por plantar produtos orgânicos, a gente sabe que está colaborando com a saúde dos consumidores”, comenta a agricultora e feirante Bernadete Bero.

Uma das iniciativas adotadas pelos feirantes nesses anos foi a implantação da chamada “sacola mensal”. O acadêmico Rafael Machado, que é extensionista do projeto, conta que a ideia é determinar “um preço fixo que o consumidor paga por mês e, toda semana, ele recebe os produtos ofertados pela Feira. Então, é algo que todos saem ganhando: o feirante, que passa a ter um ganho fixo mensal, e o consumidor, que já consegue encaixar em seu orçamento previamente o gasto. Além do meio ambiente, pois ajuda a diminuir o desperdício”.

O principal trunfo da feira são os produtos orgânicos, livres de agrotóxicos. Foi isso o que chamou a atenção da Jessika Oliveira, cliente assídua da feirinha, que vê nos preços também outro ponto positivo. “Por não existir atravessadores na venda, você pega direto do produtor, então o preço é muito mais em conta que os produtos orgânicos encontrados em mercados e até lojas do ramo, além claro, que a gente conhece quem planta aquilo, confia”, explica. Para comemorar o aniversário da Feira, oficinas e rodas de mate e debate estão sendo realizadas ao longo deste mês.

A estudante Lucia Santos, que faz parte do projeto, conta que o primeiro tema abordado foi “Saúde da mulher: maternidade e sagrado feminino”. “Acho que essa palestra tem muito a ver com a Feira. Pensar hoje o parto virou uma coisa muito mercado mesmo, uma produção de beleza, o medico escolhe o dia que vai nascer uma criança, pensar que até isso está sendo comercializado. Então, é nisso que se encontra um pouco a Feira nesses saberes alternativos, de buscar fugir da lógica de mercado em busca de um mundo mais humanizado”.
A Feira Agroecológica é aberta a toda comunidade e é realizada toda quinta feira no Espaço de Convivência, do campus de Irati, das 10h às 17h.

COMENTÁRIOS