21/12/2016 11:00:00

RETROSPECTIVA
Definitivamente, crianças de Uganda dançando "Sorry" foi um dos melhores vídeos do ano
Música e dança podem sim transformar vidas


Dá vontade de dançar junto (Imagem: Reprodução/Youtube)


Da Redação com Uol

Kampala - Um dos melhores vídeos do ano, definitivamente, conquistou o mundo ao mostrar um grupo de crianças de Uganda, na África, dançando ao som de 'Sorry, de Justin Bieber. 

Batizado de Ghetto Kids, o vídeo do grupo viralizou, claro, apresentando cenas gravadas em um dos lugares mais pobres da capital do país, Kampala, tendo como cenário ruas de terra batida e, ás vezes, em meio ao lixo. A produção, no entanto, é bem feita e os jovens bastante talentosos.

Kavuma Dauda, treinador do grupo, conversou com o Uol em maio de 2016 e disse que ficou surpreso com o interesse internacional nos garotos, com reportagens publicadas em veículos como BBC, Ellen Degeneres e Perez Hilton. 

A primeira música que os jovens dançaram foi o afropop “Sitya Loss” “(Não tenho medo de perder”) do artista Eddy Kenzo, de Uganda. O músico, assim como as crianças, também teve uma infância pobre.

O próximo passo, segundo o treinador, após o sucesso com a coreografia de “Sorry”, é a produção de músicas próprias. “O objetivo é mudar para melhor a vida dessas crianças. Nós queremos fazer um álbum nosso para evitar problemas com direitos autorais e também para produzir grandes shows”. Kavuma Dauda, além de treinador, também é professor de matemática dos dançarinos e foi uma criança carente.

Ao todo, o Ghetto Kids é formado por 20 crianças, a maioria órfãos, em idades entre 5 a 14 anos. Dauda explicou que a escolha das músicas para dançar são feitas em comum acordo com as crianças. “Algumas dessas crianças são fãs do Justin e ele é um dos artistas internacionais que elas gostariam de conhecer”.

“A música é capaz de salvar vidas”, garante Dauda. 

COMENTÁRIOS