22/05/2017 15:23:00
Sou tanto você....



Desde aquela vez que você deu de olhar pro nada, de ouvir sons ao longe, de avistar invisíveis e inexistentes seres, de falar com o vento leste, de rodopiar quando não havia música, de assobiar um som que não havia ouvido, de teimar em se molhar no sereno da noite que não era noite, de zombar do meu jeito de bailar com as nuvens de algodão, de colher as flores que não se abriam, de escalar as montanhas da palma da mão, de ter desejos de viajar na estrada que ao fim dava em nada, de se agarrar na ponta do raio que estremecia a terra, de ficar atordoada com a leve aragem de abril, de despetalar o coração para brincar de bem-me-quer, de rir da borboleta casulo que ainda não conhecia o céu, de se embriagar do néctar da vida...pois então, diante de tudo fiquei ensimesmado, fiquei taciturno, fiquei escondido em mim e pensei até em empreender viagem rumo ao coração da terra só para medir sua pulsação e descobrir quanto ainda havia nele de energia para mim, mas aí me lembrei que eu era você e tal qual você dei de olhar pro nada, ouvir sons ao longe, avistar, falar, rodopiar, assobiar, teimar,..pois é, sou tanto você que às vezes sinto imensa saudade de mim.

COMENTÁRIOS



Sobre o Blog

Mauro Biazi, jornalista, escritor e fotógrafo. Autor de 14 livros, entre textos/poesias/biografia/crônicas/imagens. Contribui com sua modesta escrita desejando despertar o leitor sobre temas que falam de perto a todos: vida, amizade, natureza, gratidão, amor, planeta, realidade...