22/10/2017 07:23:00
A vida é tocar na pele, não no visor
Este texto foi escrito originalmente em uma máquina Remington 1968



Esqueça o face, desligue o celular. Use mais o telefone fixo, é mais barato.

Não durma com o telefone perto de você e nem o leve com você pro banho. Nada é tão importante que não pode esperar você cuidar de você primeiro.

O face é uma mentira. Postam amores com caras de raiva, nojo, ódio, deboche.

Tesão é olhar nos olhos, sentir a pele, o gosto, o cheiro.

O Correio ainda existe. Escreva cartas. Você lembra qual é o CEP da tua rua e o quanto é bom lamber os selos? Faça isso, faça... Quem não fez, e milhões não o fizeram, não sabe o que está perdendo.

Reúna mais seus amigos, fale besteira, beba (ou não), mas olhe nos olhos ao falar com alguém.

E quando der pane e o celular não funcionar? E o face der “crepe”, você está ferrado (a)?

Eu não!

Tenho minha Remington 1968, com cinco fitas reserva.

Mas o charme é escrever à mão. Tua letra é feia? Ninguém liga. Demora? É bom demais dizer que mandou uma carta e deixar na expectativa.
Viva...

... viva...

... viva...

... mas viva uma vida viva. Não deixe o ilusório (tecnologia) esconder quem você é.

Seja você, seja como for, mas seja você.

Brinque com seu cão, fale com ele. Ele te entende pouco, mas ouve muito. Role na grama, suje os pés de barro. As roupas limpam com sabão e o corpo também.

Aperte sua mãe com força, ela vai reclamar, mas no fundo vai amar.

Coloque seu dedo na orelha do seu pai, suje os óculos dele, sente no colo. Quando tiver filhos, se já não os têm, vai adorar tê-los no colo.

Mas a limpeza da alma é indescritível quando você anda descalço.

Precisamos do mundo de volta, mas o mundo real, não a ilusão irreal...

... POR FAVOR, VOLTEM...

... VOCÊS SÃO A GARANTIA DE UM MUNDO DECENTE PROS MEUS 
NETOS...

... por isso peço de coração: CINEMA É SHOW, LIVROS SÃO FANTÁSTICOS...

... se não for eu, escute alguém, mas faça isso, por favor.

VOCÊS SÃO RESPONSÁVEIS POR UM MUNDO MELHOR, E QUE SEJA EM BREVE!

COMENTÁRIOS



Sobre o Autor

Rogério Thomas, jornalista, pós graduado em Ciências Políticas.
Contato: rogeriothomas@ibest.com.br
Facebook: http://facebook.com/rogerio.thomas3