24/12/2016 15:37:00

SEGURANÇA
Cadeia de Cascavel será demolida
Superlotação e condições desumanas faziam do local um "barril de pólvora"


Cadeia de Cascavel (Foto: Divulgação)


Da Redação, com AEN

Cascavel - O governador Beto Richa confirmou a demolição da carceragem da delegacia de Cascavel, localizada no Centro da cidade e que já foi esvaziada. O governador esteve no município nessa sexta (23) e, com uma retroescavadeira, deu início simbólico à operação, começando pela derrubada do muro. “É uma grande notícia para a cidade de Cascavel, uma ação que atende a uma forte demanda, talvez a maior demanda neste momento, que me foi apresentada no início do ano”, disse Richa.

Os 500 presos que estavam no local já foram transferidos para a Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC). 

“A delegacia era um verdadeiro barril de pólvora”, afirmou o prefeito de Cascavel, Edgar Bueno. Ela não oferecia tanta segurança, porque era uma obra antiga e corríamos sempre o risco de rebeliões, fugas. Ao lado da delegacia, só atravessar a rua, tem o Colégio Estadual Wilson Jofre. Por todos os lados está cercada por comércio, prédios, residências. Ela estava em um local inadequado”, disse ele. “Agora vamos fazer uma avaliação do terreno como um todo para ver se é possível implantar um novo projeto que valorize essa região, fazer uma bela praça para a população”, disse Bueno. 

PRIMEIRO PASSO

O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, explicou que existe um programa de investimento de R$ 140 milhões, para 14 unidades prisionais e abertura de sete mil vagas no sistema. “Esse é o primeiro passo de vários. Vamos repetir este ato em todas as unidades da Polícia Civil que têm presos. É o tratamento mais adequado, a unidade prisional tem um sistema de segurança melhor”, disse o secretário.

PREPARADA 

O diretor-geral do Depen, delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura, lembrou que a reivindicação de Cascavel pela remoção do cadeião é de mais de 30 anos. Entrei na unidade agora para verificar as condições precárias que, felizmente, são deixadas de lado. Lugar de preso é na penitenciária”, afirmou Cartaxo. 

A Penitenciária Estadual de Cascavel, segundo ele, foi integralmente recuperada, um investimento de quase R$ 2 milhões. “Hoje está preparada para receber os presos que lá já estão e ainda temos folga de capacidade que poderá, em breve, atender algumas delegacias da região”, disse ele. 

 

COMENTÁRIOS