25/08/2017 15:25:00

NOVO MODELO
Guarapuava quer reduzir ainda mais os índices de mortalidade infantil
Com adesão à Linha Guia de Saúde, o atendimento se aproxima ainda mais das gestantes


(Foto: Ilustrativa)


Da Redação, com Secom

Guarapuava - Guarapuava aderiu à Linha Guia de Saúde para gestantes do “Mãe Paranaense”, com um novo modelo de atendimento, seguindo determinações da Secretaria Estadual de Saúde. Nos municípios em que foi implantada, a Linha Guia estadual já apresentou ótimos resultados e, por este motivo, a determinação foi para todas as cidades do Paraná. O objetivo, em Guarapuava, é reduzir a mortalidade infantil para apenas um dígito, ou seja, diminuir ainda mais a taxa que já está em queda desde 2013.

Quando chegam até as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) para iniciar o pré-natal, as gestantes são classificadas em: gestação de risco, gestação de risco intermediário e gestação de risco habitual. “Com o novo modelo, o atendimento às gestantes e bebês é melhor, pois as equipes atuam mais perto das gestantes de risco habitual e intermediário. É preciso destacar que óbitos nestes dois grupos de gestantes são evitáveis com atendimento e cuidado profissional contínuo”, explica a médica da Secretaria Municipal de Saúde, Neide Akemi Nakamura. Já as gestantes de alto risco terão acompanhamento com serviço especializado no Cisgap.

De acordo com a médica, o acompanhamento é mais eficaz quando realizado por profissionais que convivem com a realidade das gestantes. “Antes elas precisavam ir até a Unidade de Saúde de referência, que não era especificamente próxima do lugar onde elas moram. Agora, as gestantes têm a segurança de um acompanhamento frequente, com profissionais de saúde capacitados e que conhecem seu histórico de saúde. Além disto, os agentes de saúde acompanham o tratamento de doenças, como infecções urinárias e DSTs, cotidianamente e na residência da gestante”.

Para poder realizar esses atendimentos, todos os médicos das Unidades de Guarapuava foram capacitados e têm acesso direto com especialistas sempre que necessitarem, tanto pela Linha Guia do Cisgap quanto pelo Mamãe Guará. Vale ressaltar que o Programa Mamãe Guará, criado pela Prefeitura de Guarapuava em 2013 continua e se fortalece com a nova Linha Guia. Isso porque os profissionais especialistas que atuam na Secretaria Municipal de Saúde vão ter mais tempo para acompanhar e monitorar as gestantes que precisarem de cuidados especiais. “Toda vez que uma gestante precisar, os médicos das Unidades irão encaminhar elas para o Cisgap ou para o Mamãe Guará, dependendo da necessidade”, completou Neide. 

COMENTÁRIOS