26/10/2017 14:10:00

TEATRO
A arte cênica está no palco em Laranjeiras do Sul
I Mostra de Teatro da cidade segue até sábado (28)


Cena da peça Marias com a atriz Duda Roth, na abertura da Mostra (Foto: Divulgação)


Da Redação, com assessoria

Laranjeiras do Sul - Marias, um drama que leva para o palco o combate à violência contra a mulher, de autoria, direção e interpretação de Duda Roth deu a largada à I Mostra de Teatro de Laranjeiras do Sul. O evento começou nessa quarta (25) e segue até o sábado (28).

Nesta quinta feira (26), às 16h - após uma oficina de palhaço ministrada por integrantes do Teatro Unificado de Laranjeiras do Sul (TULS), será a vez da peça A Luz da Bailarina, um teatro de sombras desenvolvido por um projeto interno do Centro da Juventude, que será encenado no auditório da instituição.  

A realização da Mostra é do TULS e Universidade Federal da Fronteira Sul com apoios institucionais da Prefeitura Municipal de Laranjeiras do Sul, Núcleo Regional de Educação, Câmara de Vereadores, Conselho Municipal de Cultura e comunidade.

Na mesa de abertura, a presidente do TULS, Thais Ramos, disse que realizar a primeira mostra de teatro de um município que completa 71 anos é um orgulho para a companhia. “Estamos muito orgulhos de fazer história em Laranjeiras, principalmente por ser uma entidade que surge do desejo da comunidade, apoiada e reconhecida por esta que inclusive colabora materialmente conosco”, disse Thais, ressaltando ainda a gratuidade das oficinas ofertadas pelo TULS nas escolas e para novos integrantes.

O diretor adjunto de Cultura da UFFS, Martinho Machado Junior, disse que a parceria UFFS e TULS ocorre pelos objetivos em comum. “O TULS desenvolve um trabalho de arte popular. É nesse sentido que as parcerias institucionais se complementam, pois a UFFS têm como prioridade a oferta de ensino popular, gratuito e de qualidade”.

O chefe do NRE, Lidio dos Santos, ressaltou que a entidade que representa está de portas abertas para projetos saudáveis e importantes como os que o TULS vem realizando.

Já, o secretário de Governo da Prefeitura Municipal, Everson Mesquita, que representou o prefeito Berto Silva, disse reconhecer que a cultura não tem sido prioridade no município, mas que está na pauta da atual gestão. Como confirmação de interesse concreto ressaltou um recurso de R$ 250 mil, viabilizados recentemente pelo prefeito, em Brasília, para readequação do Cine Teatro Iguassu.

PROGRAMAÇÃO

A Mostra tem apresentações teatrais acontecendo até o próximo sábado. Além das já mencionadas no  texto acima, também acontecem as seguintes produções:

Na sexta (27) às 15h, A Nossa La Mancha,  no auditório da Escola Técnica no Jabuticabal (próximo à Escola Aluísio Mayer), e às 19h, Jubileu e Romieta no auditório do Colégio Laranjeiras.

No sábado (28) às 16h, O Médico e o Monstro, no auditório do Colégio Laranjeiras, e a noite, 20h, o musical Fronteiras com o coral da UTFPR encerra a série de apresentações, no Cine Teatro Iguaçu (o público deve retirar ingressos com antecedência na panificadora do Moisés ou na Farmácia Santa Teresinha da XV para esta peça).

A Mostra se encerra oficialmente no domingo, das 9h às 12h, com uma oficina de Técnica Vocal, que será ministrada pela maestrina Priscilla Prueter, para inscritos, no Centro da Juventude.

 

COMENTÁRIOS