26/12/2016 08:27:00

LUTO
Tragédia no Natal: avião militar russo cai com mais de 90 pessoas a bordo
A bordo estavam 84 passageiros e oito tripulantes, sendo que nenhum deles sobreviveu a queda no mar Negro


(Imagem: Reprodução)


Da Redação

O dia de Natal é época de comemorar e de estar presente em encontros familiares. O dia é conhecido pela confraternização e troca de presentes entre entes queridos. Ninguém espera por más notícias nesta data, considerada um dia de celebração.

Os acidentes com aviões em 2016 assustaram milhares de pessoas que utilizam o sistema de transporte aéreo. Depois do acidente com o time da Chapecoense, diversos outros acidentes com aviões aconteceram, o que chocou a imprensa mundial.

O Natal parecia ser mais uma data festiva em 2016 na Rússia assim como em outros países. A ex-potência soviética foi imprescindível para a guerra na Síria, desempenhando um grande papel estratégico e bélico na luta contra o estado islâmico. Alguns militares russos preparavam para chegar na Síria no dia de Natal até que uma tragédia aconteceu. Um avião russo caiu no mar negro com 92 pessoas a bordo.

Eram 84 passageiros e oito tripulantes, sendo que nenhum deles sobreviveu a queda no mar Negro. Além de militares, estavam pessoas ligadas a ajuda humanitária enviada à Síria.

Entre as vítimas está Elizaveta Glinka. Conhecida como doutora Liza, a médica havia recebido recentemente uma condecoração do presidente da Rússia, Vladimir Putin. A doutora Liza, conhecida pelo seu projeto humanitário e seu ativismo em direitos humanos, Ajuda Justa, está entre as vítimas. A médica estava na Síria em uma ajuda humanitária para os atingidos pela guerra.

Um grupo de bailarinas - Ralina Gilmanova, liliya Pyrieva, Daria Trofimova e Maria Klokotova, também estavam no avião que tinha como destino a Rússia. 

Dentre as vítimas também está o famoso coral militar russo, Ensemble Aleksandrov. Do total de passageiros, 64 participavam do coral russo. O grupo é conhecido em todo o mundo por interpretar músicas que traduzem a cultura russa. 

As buscas pelos corpos e destroços da aeronave continuam mesmo no Natal. Segundo o Ministério de Defesa russo, estão envolvidos na busca mais de três mil homens, 37 mergulhadores, 4 helicópteros e 27 navios. A Rússia ainda utiliza drones e veículos de submersão profunda, que auxiliam na busca. 

COMENTÁRIOS