27/12/2016 13:57:00
2016, o ano caipora



Contam os antigos que ele anda montado em um porco selvagem e anda nu pela floresta e domina todos os animais. Falo nele hoje, porque o Caipora é conhecido por ser traiçoeiro, por agir pelas costas. E 2016 foi mais ou menos assim, traiçoeiro com todos nós, brasileiros. Perdemos como cidadãos com os escândalos de corrupção. Perdemos grandes nomes na Cultura mundial.

De acordo com a lenda do Caipora, ele ataca os caçadores que não cumprem os acordos de caça feitos com ele. Assim como o Curupira, de quem possui um parentesco, sua missão é proteger os animais da floresta.

O Caipora usa todos seus conhecimentos sobre a vida na floresta para fazer armadilhas para os caçadores, destruir suas armas e bater nos cães de caça. O Caipora assusta os caçadores, reproduzindo sons da floresta, além de modificar os caminhos e rastros para fazer com que os caçadores se percam na floresta.

Ainda diz a lenda que aos domingos, sextas feiras e dias santos o Caipora age com mais força e de maneira mais intensa.

Uma forma de escapar da ação do Caipora é oferecer-lhe fumo de corda e outros presentes, que devem ser deixados próximos ao tronco de uma árvore, de preferência numa quinta feira. Mesmo assim, não é garantia de que o Caipora não irá agir, pois dizem que ele pode ser traiçoeiro.

Não que eu acredite, mas já reservei um pouco de fumo para ele pra esta quinta, pois 2017 começa num domingo.

E o povo? Bom, o povo... espera por dias melhores.

 

COMENTÁRIOS



Sobre o Blog

Rogério Thomas, jornalista, pós graduado em Ciências Políticas.
Contato: rogeriothomas@ibest.com.br
Facebook: http://facebook.com/rogerio.thomas3