27/12/2016 09:46:00

REDUÇÃO
BPRv registra queda de -30,77% no número de mortes durante o Natal
O sábado (24) foi o dia com maior número de acidentes (34), de feridos (47), de autuações gerais (487) e de exames etilométricos (236)



Da Redação

Curitiba - Durante o período festivo de Natal, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar intensificou as ações nos mais de 12 mil km de rodovias devido ao aumento no fluxo de veículos. A atividade, denominada “Operação Natal”, teve por objetivo garantir a segurança das pessoas que utilizaram as rodovias estaduais para seguirem até o Litoral ou interior do estado. As seis companhias da unidade atuaram com seus respectivos efetivos simultaneamente com as ações do "Verão Paraná 2016/2017".

Em todo o Paraná foram registrados 86 acidentes, nove mortes, 116 feridos, dois atropelamentos, oito infrações de trânsito pelo Art. 165 e seis infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez), além de 364 testes etilométricos, 1.404 autuações gerais, 2.500 imagens de radar e 64 veículos retidos. Os dados constam no relatório do BPRv e correspondem ao período das 14h do dia 23/12 às 12h do dia 26/12.

“Tivemos praticamente uma estabilidade no número de acidentes, porém diminuiu o número de mortes, bem como a gravidade desses acidentes. Isso se deve a alguns fatores, como a conscientização dos condutores, a mudança na punição e a intensificação na fiscalização. Atuamos em todo o estado visando a segurança da população”, destaca o porta-voz do BPRv, capitão Idevaldo de Paula Cunha Júnior.

O sábado (24) foi o dia com maior número de acidentes (34), de feridos (47), de autuações gerais (487) e de exames etilométricos (236); o domingo (25) teve o maior número de mortes (quatro) e de infrações de trânsito pelo Art. 165 (sete) e pelo Art. 306 (cinco). Já o dia com maior número de imagens de radar foi a sexta feira (924).

Em comparação com o feriado de 2015, neste ano houve uma redução -30,77% no número de mortes, sendo que no ano passado foram 13 e neste ano nove. Os dados de imagens de radar também caíram de 4.773 em 2015 para 2.500 em 2016 (-47,62), assim como os dados de atropelamentos que passou de três no ano anterior para dois neste ano (-33,33%) e o de veículos retidos que caiu de 75 para 64 neste ano (-14,67%).

Já os dados de acidentes aumentaram de 84 em 2015 para 86 em 2016 (2,38%), o número de feridos passou de 101 no ano anterior para 116 em 2016 (14,85%) e o de exames etilométricos subiu de 283 em 2015 para 364 em 2016 (28,62%). O número de infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez) passou de quatro para seis neste ano (50%) e o de infrações de trânsito pelo Art. 165 subiu de sete para oito em 2016 (14,29%).

LITORAL 

Somente nas rodovias estaduais que ligam ao litoral do estado foram registrados nove acidentes, dois feridos, 41 testes etilométricos, três autuações pelo Art. 165 e três pelo Art. 306, além de 26 veículos retidos por alguma irregularidade, 714 imagens de radar e 194 autuações no geral. Não houve registro de mortes e nem de atropelamentos.

Nesta região, o dia no qual ocorreram mais acidentes foi a sexta feira (23) com cinco casos. Já o domingo (25) foi o dia com maior número de testes etilométricos (35), de imagens de radar com 281, de autuações no geral (96) e de veículos retidos (17). Se comparado com o mesmo feriado em 2015, o número de acidentes caiu de 10 para nove neste ano (-10%), o de feridos diminuiu de três para dois em 2016 (-33,33%), assim como os dados de imagens de radar que caíram 758 para 714 neste ano (-5,80%).

No litoral do estado, no feriado de 2015, foram feitos 20 testes etilométricos e no ano de 2016 foram 41 (105%). O registro de autuações do Art. 165 e 306 também subiu, em ambos os casos foram registradas duas situações no ano passado e três neste ano (50%). Já o número de veículos retidos aumentou de 19 no ano passado para 26 neste ano (36,84), assim como o de autuações no geral que passou de que 179 para 194 em 2016 (8,38%).

Durante a operação os policiais rodoviários acompanharam o fluxo de veículos e reforçaram a fiscalização em diversos trechos para inibir, principalmente a embriaguez ao volante, além de outras atitudes perigosas no volante como a ultrapassagem em local proibido, o excesso de velocidade e outros delitos que podem ocasionar acidentes fatais.

 

COMENTÁRIOS