31/03/2017 10:52:00

SUPER HERÓIS
Eu tenho orgulho do Corpo de Bombeiros


(Imagem: Ilustrativa)


Quando criança eu sonhava em ser bombeiro. Muitas das nossas brincadeiras infantis giravam em torno do “ser bombeiro”. Naquela época, já era nítido o orgulho e o respeito que a população tinha com estes profissionais.

Com o passar dos anos (e foram muitos) e com o direcionamento que minha vida teve para a área jornalística, me afastei do sonho de criança, mas passei a conviver de forma mais próxima com o trabalho desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros.

Na minha humilde opinião, os bombeiros continuam sendo os verdadeiros super heróis, aqueles que não têm superpoderes, que são humanos, que sentem dor, frio, calor, medo (sim, medo), que se emocionam, que são pais, mães, avôs, avós, filhos, irmãos, amigos. Somente quem já precisou do trabalho deles talvez entenda exatamente o que significa ver o giroflex chegando e ouvir a sirene próxima.

Para os bombeiros, não existe cor, credo, idade, partido político ou outra qualquer dessas discriminações que rodeiam a sociedade. Para eles, todos nós, seres humanos, somos iguais, e o trabalho para salvar as nossas vidas é o mesmo, com a mesma intensidade e profissionalismo.

Da mesma maneira, vejo o orgulho que os bombeiros têm na sua farda e na sua corporação. E é isso que faz a diferença, pois quando um profissional acredita no que faz e entende o quanto o seu trabalho é importante para a população, ele realmente vira um super herói, mesmo não querendo.

Por isso, perdi meu sonho de criança, mas não perdi o orgulho do Corpo de Bombeiros.

COMENTÁRIOS



Sobre o Autor

Rogério Thomas, jornalista, pós graduado em Ciências Políticas.
Contato: rogeriothomas@ibest.com.br
Facebook: http://facebook.com/rogerio.thomas3