A reação de Requião Filho. Essa e outras em doses homeopáticas

REQUIÃO FILHO REAGE

Deputado Requião Filho (Foto:Divulgação)

O deputado estadual Requião Filho (MDB) não poupou alfinetadas a quem, segundo ele, “plantou”  notinhas maldosas, distorcendo a proposta apresentada para vender o casarão onde o partido está sediado em Curitiba. As notinhas foram postadas em blogs políticos da capital paranaense. “São pessoas maldosas, que não aceitam o fato de eu ter sido o quarto deputado mais votado no Paraná, e tentam me indispor dentro do partido”, disparou em entrevista concedida ao Portal RSN nessa terça feira (15). Ele se refere às informações divulgadas que o seu interesse era vender a sede para quitar as multas eleitorais deixadas pelo seu pai, o ex-presidente do MDB, senador Roberto Requião. “Isso é distorção. A sede precisa ser vendida porque é muito antiga, com a maior parte das peças sem uso e o partido passa por grave situação financeira”. “Quem falou a inverdade é uma pessoa de má fé”, dispara.

 

 

“TEMOS UM PROBLEMA E VAMOS RESOLVER”

João Arruda (Foto: Divulgação)

Mesmo estando em férias, o presidente do MDB, o ex-deputado federal João Arruda também contatou o RSN e foi enfático ao dizer: “Não se trata da venda da sede, que é uma estrutura antiga e foi reformada há mais de 15 anos com dinheiro do fundo partidário e não dos filiados, e tem um custo alto de manutenção, mas da possibilidade de mudança para uma nova e mais moderna sede que esteja adequada a realidade de hoje” E deu um recado: “Temos um problema, precisamos resolver e vamos resolver. Não me interessa o culpado ou o responsável. Preciso resolver o futuro”.

 

 

APRESSADO!

Vereador Rodrigo Crema (Foto: RSN/arquivo)

 

Pois é! Há cerca de 1,6 ano do processo eleitoral em Guarapuava já tem pré candidato em plena campanha. O vereador Rodrigo Crema (PSB) utilizou um veículo de comunicação da cidade nesta semana para confirmar a sua pré disposição e já se antecipou divulgando as propostas de campanha.

 

 

 

 

BOM SENSO

Prefeito Odir Gotardo (Foto: RSN)

No município de Pinhão, o prefeito Odir Gotardo (PT) planeja e age de acordo com as finanças municipais. Isso está acontecendo no caso envolvendo o transporte de universitários para outros municípios, incluindo Guarapuava. Ele precisa reduzir de 13 para cinco ônibus, que é o número que o município consegue bancar.

Vale lembrar que em qualquer município o transporte universitário não é dever do município, mas mesmo assim, prefeitos sensíveis à causa, assumem essa despesa. Nos dois primeiros anos da gestão, Odir colaborou com os acadêmicos liberando a gratuidade dos 13 ônibus, porém, as finanças municipais, neste ano, não mais permitem a totalidade da isenção. A proposta do prefeito é dividir as despesas com os estudantes. Nada mais justo!

 

 

O JAIR MUDOU!

O ministro Sergio Moro (Foto: Divulgação)

O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), flexibilizando a posse de armas de fogo no país,  diverge da minuta feita pelo Ministério da Justiça e Segurança, e amplia as hipóteses para obter o armamento. O texto encaminhado pela equipe do ministro Sergio Moro, por exemplo, previa a posse para duas armas, e não prolongava automaticamente registros já concedidos para 10 anos e exigia a comprovação de cofre para artefatos, e não a mera declaração.

Outro ponto incluído após chegada do texto à Casa Civil é o aval para escolas de tiro e entidades de tiro desportivo fornecerem a associados e clientes, mediante autorização específica, munição recarregada para uso nas dependências de treino ou prova. Especialistas temem que a munição seja desviada.

Na assinatura do decreto, Moro não falou com a imprensa. Em entrevista à GloboNews,  no fim da noite dessa terça (15), Moro, porém, ameniza o fato, quando disse que “na proposição de uma política pública, sempre há discussão intensa”.

“As pessoas muitas vezes divergem e há mudanças de posição”, afirmou. (Com GaúchaZH)

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com