Ao artista o que é do artista!

Os artistas participantes (Foto: RSN)

Guarapuava realmente passa por um momento especial e me refiro agora à área cultural. A abertura do Teatro Municipal de Guarapuava, com conceito de teatro-escola, proporcionou um momento único no último final de semana, com um mergulho em várias vertentes culturais. A primeira exposição no espaço destinado às artes visuais reuniu fotógrafos, chargistas, ilustradores, entre outros artistas plásticos, que atém então estavam restritos a espaços limitados.

No palco, 46 artistas fizeram uma imersão de 28 horas na arte circense, dança contemporânea, canto, teatro, durante o Art Experience, realizado pela Felchak Produções, evento que não pode parar. Foi muito bacana presenciar e ver que Guarapuava continua gerando talentos nas mais diversas vertentes da cultura. Foi muito bacana ver crianças, adolescentes, jovens, envolvidos com a arte. Foi melhor ainda constatar que o teatro-escola contempla um espaço que há muito vinha sendo gritado por artistas.

Agora o que precisa ser feito é que a administração pública, que é a responsável pelo Teatro Municipal, descentralize e entregue esse espaço a quem é de direito: aos artistas.

É bom ter espetáculos de fora? É excelente! Mas é melhor ainda incentivar os talentos da terra. E isso Guarapuava tem de sobra. Que o diga a Felchak Produções, a Companhia de Teatro Arte e Manha, o Jones Guerra, e tantas outras entidades que fazem a cultura continuar a ser viva.

Que venham outras edições do Art Experience. Que venham patrocínios. Que venham mais professores conceituados como os que aqui estiveram. Que venham a descentralização e a valorização de quem sabe o que faz.

Comentários