Cada qual num quadrado chamado Paraná

Ratinho Jr, Cida e Osmar Dias (Foto: com sua licença, Fábio Campana)

Cida Borghetti em Guarapuava; Osmar Dias em Virmond; Ratinho Júnior em Curitiba. Assim caminham os três principais postulantes ao Governo do Paraná nesta semana. Em Guarapuava, nesta quinta feira (17), a governadora, que quer a reeleição, faz anúncios e libera convênios. Somente para o deputado estadual Artagão Junior (PSB), serão R$ 500 mil, segundo ele mesmo contou a esta colunista. São recursos para a implantação do programa “Meu Campinho”, que custa R$ 280 mil, por exemplo.

Mas a governadora é extremamente política. As atenções dessa vinda a Guarapuava, a segunda depois que assumiu o Governo do Estado, se voltam para o anúncio sobre o curso de medicina na Unicentro. É claro que depois de toda movimentação ocorrida nesta semana em torno desse tema, Cida não decepcionará os guarapuavanos. Mas será ela a fazer o anúncio. As lideranças políticas que se mobilizaram para pressionar a governadora, aparecerão, é claro, mas como coadjuvantes. Mas a Guarapuava o que interessa é o decreto assinado, porque de boas intenções, como se diz por aí, até o inferno – aquele com conceito bíblico – está cheio.

Aliás, Cida é mesmo articulada, mesmo que seja sob a batuta do ex-ministro Ricardo Barros, um maestro nas articulações políticas. Basta ver as conversas, as liberações de recursos para os municípios. Só para lembrar, Cida já sentou em volta da mesa com o MST; almoçou com professores no fatídico 19 de abril, dia “sangrento” para os professores no embate com o Governo, no ano passado; viaja pelo Paraná inteiro levando o que os prefeitos e, principalmente, os deputados – vamos lembrar que estamos em ano de eleições – mais gostam de ouvir: liberação dos recursos por eles pleiteados. Assim sendo, Cida agrada a gregos (prefeitos) e troianos (deputados) que atuarão, em grande parte, como cabos eleitorais para a sua reeleição. Isso sem  valor nos atributos pessoas da governadora: mulher de sorriso largo, sem meias palavras. Isso basta?

Voltando aos outros dois. Osmar Dias será sabatinado e receberá reivindicações de prefeitos da Cantuquiriguaçu, uma das mais fortes associações de prefeitos do interior do Paraná, durante o dia de aniversário de Virmond, nesta sexta (18). Como muito já se tem dito, Osmar Dias tem a seu favor o fato de não ter pertencido à base política do ex-governador Beto Richa. Homem da agricultura, o interior é como se fosse a sua casa.

Já Ratinho Júnior, o novo, como ele se auto denomina, cumpre agenda na capital do Estado, depois de ter percorrido o interior paranaense. Em Curitiba, na Região Metropolitana e no litoral ele conta com vereadores do PSD, PSC, PV, PR e PRB para incrementar a corrida em busca de votos.

Enfim! Por enquanto o quadro é esse, mesclado por ações judiciais, denúncias, desafios, e trocas de farpas diárias. Fora desse cenário, vamos ver como se mantem os pré candidatos que correm por fora e que ainda não ganharam destaque na mídia. Mas  por enquanto, é o que temos para o momento, cada um tentando delimitar a sua marca mapeando os territórios. E segue a caminhada.

Comentários