Desfoda-se

Hoje tomarei a liberdade de algo diferente, de fato o texto abaixo não é meu, mas de um grande profissional e amigo que conheci e mantenho encontros regulares faz algum tempo.

Faço de certa forma também como homenagem. Dia 12 de março foi aniversário do Silvio e essa também seria uma maneira de agradecer a toda ajuda profissional que recebo dele.

Terapia ainda é um tabu para muitos, mas confesso acreditar ser fundamental para todos sem exceção. Com diversas relações, inúmeras atividades, informações, experiências e contatos nossas cargas emocionais são cada vez maiores. Contar com uma ajuda profissional fortalece sua mente, ampliando horizontes e ajudando enxergar inúmeras possibilidades dessa graça que se chama viver.

 

DESFODA-SE

 

Nem todo mundo precisa ser foda, às vezes um nota 7 bem caprichadinho já pode ser bom o suficiente.

 

O excesso de autocobrança pode ser terrível para alguns, podendo levar a doença e, em casos extremos, até a morte.

 

Se trate com carinho, respeite seus limites, se agrade.

 

Fuja de Idealizações absurdas.

 

Nossa vida é bastante complexa e multifatorial, dito isto, você pode optar por ser sensacional em algo, mas isso, inevitavelmente, te levará a deixar outros aspectos em segundo plano. Não dá pra ser foda em tudo.

 

Há todo um outro lado que você não vê na vida dos fodas, não assuma como verdade absoluta a fração que as pessoas decidiram mostrar. As redes sociais nos criam a ilusão que todo mundo é foda, menos eu.

 

Busque e aprenda a reconhecer o seu valor. Às vezes você não conseguiu ser o bam bam bam dentro da profissão que escolheu, mas é um profissional decente e isso lhe proporcionou tempo para ser um bom pai, uma boa mãe. Às vezes você não é o gênio do seu setor, mas é um colega leal, um funcionário dedicado e honesto. E isso pode ser bom o suficiente.

 

Aquela história de estude enquanto eles dormem, deixe isso pra lá, durma, respeite seu corpo, seus limites, você não é uma máquina. É mais provável que isso te leve a adoecer do que a ser foda, ou a ser foda nisso e ter negligenciado tantas outras coisas importantes.

Texto por Silvio Ortiz.

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com