DORMINDO NA PIA DA COZINHA

 

QUANTO MAIS UM INDIVÍDUO DIZ que é um cidadão crítico e blá-blá-blá, mais manifesto fica a sua persistente molecagem.

 

Como todos sabemos, esse é mais um ano eleitoral e já começaram a aparecer nas redes sociais, entre outras coisas, postagens com toda aquela afetação de superioridade moral ferida, declarando que se alguém, na sua rede de contatos (amigos), apoiar Fulano, Sicrano ou Beltrano, deve fazer a gentileza de excluir-se da mesma. Que fofo. Quanta criticidade.

 

Abre parêntese: tais postagens lembram-me muito aquelas falas infantis que afirmam: “se você não gosta disso, ou daquilo, você não é mais meu amigo. Belém! Belém! Belém! Nunca mais fico de bem”. Fecha parêntese.

 

Ah! E é claro que o cidadão criticamente crítico que publica algo desse tipo, e nesse tom, o faz crendo que está defendendo os excelsos valores democráticos, exercendo a sua consciência cívica, crítica e… e o resto vocês já sabem.

 

Pois é, verdade seja dita: se o cara é um xarope de galocha que fica azucrinando-nos na dita cuja rede social, em nosso perfil, porque não excluí-lo? Que vá plantar batatas no seu quintal virtual. Não no nosso, não é mesmo? Agora, dar peti simplesmente porque ele pensa diferente, só porque ele possivelmente vote, ou manifeste seu apoio a Beltraninho, Sicraninho ou Fulaninho, com o perdão da palavra, isso não passa dum fricote totalitário mal disfarçado. Só isso.

 

E tem outra: vão me dizer agora que o fato duma pessoa ter posições políticas diferentes das nossas é algo antidemocrático, incivilizado e, por isso, indigno de nossa amizade? É isso? Pelo visto é. E se alguém que proceder por esse viés, francamente, não entente patavina alguma de política e, bem possivelmente, não sabe o que é, de fato, uma amizade. Uma verdadeira amizade.

 

Por fim, de minha parte, como caipira que sou, estou dormindo na pia, tamanha minha preocupação com isso tudo e, por isso, continuarei, cinicamente, me divertindo com esse festival de bom-mocismo e afetação de superioridade.

 

Sim senhor! Estou e continuarei me divirto muito com tudo isso.

 

Ah! E não se esqueçam do velho e bom cafezinho.

 

Obs.[1]: na próxima escrevinhada comentaremos duas obras, cuja a leitura, consideramos porreta.

 

Obs.[2]: Segue abaixo um vídeo de nossa autoria que está disponível em nosso canal no youtube. Obrigado. Por nada.

 

 

Comentários