E agora Jair?

Pois bem. Começamos o ano com o prenúncio de uma terceira guerra mundial. O pivô é o ataque dos Estados Unidos ao Irã, no qual o presidente Donald Trump é réu confesso. O resultado foi a morte do líder iraniano Qassem Soleiman.

Para se ter uma ideia do peso dessa morte, basta dizer que um Soleiman era um líder influente, com relevante intervenção nas negociações políticas a partir de 2018 para a formação de um governo no Iraque.

Também era um ícone na luta contra as forças terroristas no Oriente Médio. Portanto, o homem chave da estratégia iraniana na região. Com sua capacidade, reforçou o peso diplomático de Teerã, sobretudo no Iraque e na Síria, dois países em que os Estados Unidos intervêm militarmente.

Acho que já vimos história semelhante num passado recente. Alguém já esqueceu dos atentados de 11 de setembro quando o governo americano iniciou um “cruzada mundial contra o terror” em defesa da “paz mundial” e da sua segurança interna? Além disso, uma caçada insana até colocar no chão o líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden.

A história se repete. E se a ‘Doutrina Bush’ mudou a direção das relações internacionais dos Estados Unidos, substituindo os princípios da contenção da época da Guerra Fria, pelo de ataques preventivos, não há como não dizer que o unilateralismo foi consolidado. Passou a ser o princípio norteador da nova política externa norte-americana, indiferente aos tratados e instituições internacionais.

Porém, agora, como os últimos episódios, ou melhor, os primeiros deste ano de 2020, a ONU, assim como todos os países do mundo, terão que se manifestar. É como ficar entre a cruz e a espada. É dar apoio a ação do governo americano ou condená-lo. E o Brasil, como fica nessa situação? Nosso presidente já pediu ‘benção’ ao Tio Sam, quis mandar um dos filhos como embaixador, franqueou a entrada ao país ao americano, sem precisar de visto.

Tudo com os aplausos dos seus filhos e do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. As reações já começaram e o foco é o petróleo. Afinal, o desejo incontido dos EUA é dominar a produção de petróleo que tem naquela região as maiores reservas do planeta.

E como mostra a história, o conflito no Oriente Médio, com a liderança do Irã, vem aumentando nos últimos anos, sempre com o apoio da Rússia, da China. Enquanto isso os americanos nunca esconderam que o Iraque é de suma importância em sua estratégia mundial.

E para agravar a situação no ataque morreu também Soleimani, a autoridade mais respeitada do Irã, o mais próximo do aitolá Ali Khamenei. Os americanos abateram também Abu Mahdi al-Muhandis, chefe das milícias do Iraque, apoiadas pelo Irã.

Tem que lembrar também que Donald Trump está em plena  campanha para sua reeleição. Portanto, essa guerra surge para despertar ainda mais o nacionalismo do povo americano. Afinal, ele diz que mata para defender o seu povo. E isso incrementa a política armamentista, que é o que sustenta o império americano. Que é o que faz brilhar os olhos do presidente brasileiro.

Pois é! Em outros tempos o Brasil sempre ficou neutro em situações como essa. Mas agora, bem nas últimas linhas deste artigo, recebo a resposta da pergunta que me levou ao título. O Ministério das Relações Exteriores divulgou nesta sexta (3) uma nota na qual declara apoio ao ataque americano contra o Irã. O argumento? Com a palavra o governo brasileiro.

“Ao tomar conhecimento das ações conduzidas pelos EUA nos últimos dias no Iraque, o Governo brasileiro manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo e reitera que essa luta requer a cooperação de toda a comunidade internacional sem que se busque qualquer justificativa ou relativização para o terrorismo”.

Pois, pois. De nada adiantaram os milhões de pedidos de  usuários do Twitter que mostraram que o brasileiro ri de qualquer desgraça. Os memes postados vieram acompanhados de um pedido em especial: #BolsonaroFicaCalado. A hashtag está entre os assuntos mais falados da rede social.

*Pois é! E o que dizer da guerra pela comida e daqui uns tempos pela água? E se o Oriente Médio decidir fechar os barris de petróleo para o resto do mundo? E então Jair?

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com