Sem tirar a mão da massa

Sem tirar a mão da massa

Governador Carlos Massa Ratinho Júnior (Foto: Divulgação)

O governador Carlos Massa Ratinho Júnior  coloca a ‘mão na massa’ e ‘navega’ em águas mansas numa correnteza favorável. Arrancando elogios de lideranças políticas e empresariais durante palestra na Associação Comercial e Empresarial de São Paulo, o governador ‘vende’ a imagem do Paraná como ninguém tinha feito até agora. Por isso, atrai as atenções para o Estado.

“Somos um dos estados mais dinâmicos e modernos do Brasil, com acesso privilegiado aos principais centros consumidores do Mercosul. Nós queremos atrair indústrias e empresas para gerar mais empregos no Paraná”, repete num coro que faz eco por onde ele vá.

Mostrando que no seu primeiro ano de mandato o Paraná já ‘faz a lição de casa”, com a modernização da máquina pública para ser a indutora do desenvolvimento do Estado, o governador tem no planejamento para as próximas décadas o seu maior desafio. E nesse contexto, ele quer transformar o Paraná no maior fornecedor de alimentos do país e o principal hub logístico da América do Sul.

Por isso, ele não sossega, coloca a ‘mão na massa’ e corre atrás de metodologias que deram certo em outras partes do mundo. Se deu certo lá por que não trazer o modelo para cá?

“Somos um dos estados mais dinâmicos e modernos do Brasil, com acesso privilegiado aos principais centros consumidores do Mercosul”.

E é com este discurso que o governador desembarca numa missão internacional pela Espanha e França na próxima semana.

ENTRE CASTANHOLAS

Em terras espanholas, em Madri, Ratinho Júnior participa do Paraná Day, onde mostra a investidores, empresários e diplomatas os diferenciais econômicos, os potenciais e as oportunidades de negócios no Estado. Já fez isso em Nova Iorque.

Porém, a agenda do governador não acaba aí. De acordo com o seu programa, ele ainda vai um dos maiores eventos de inovação do mundo: a Smart City Expo Barcelona. É uma exposição e congresso mundial que discutem mobilidade, inovação governamental, desenvolvimento urbano. Além de transformação digital, inclusão e cidades compartilhadas. São esperados cerca de 25 mil visitantes, com a participação de representantes de 700 cidades de 140 países. Existe melhor vitrine para expor o Paraná?

E para encerrar, Ratinho Júnior vai ao Festival da Seda de Lyon, considerada  o centro internacional da indústria da seda. Assim, maior produtor de casulos do Brasil e reconhecido pela qualidade do fio, o Paraná passará a compor a Rede Internacional de Cidades da Seda e Regiões Metropolitanas, que vai explorar as cidades produtoras de seda como atração de negócios e desenvolvimento econômico.

Entendem agora por que o governador é visto pela Associação Comercial e Empresarial de São Paulo como modelo de administrador? Ou indo mais longe: por que o cientista político Rubens Figueiredo sugeriu a ele uma maior inserção no debate político nacional como noticiou o veterano jornalista Haroldo Murá? Afirmações como essas não faltam. E nesse embalo, o Paraná segue em frente, surfando em ondas favoráveis sem tirar a mão da massa.

EM TEMPO

Levantamento feito pelo Instituto IRG, sobre a sucessão municipal do prefeito de Curitiba Rafael Greca, mostrou que a maioria dos curitibanos aprova o governo de Ratinho Júnior.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Comentários