A vida é feita de ciclos!

Guarapuava ainda engatinhava pelas ondas da web quando fui desafiada a dividir a minha atividade profissional entre o jornal impresso, a Tribuna, e um site. Sem pensar muito, pedi a contribuição do meu irmão, o também jornalista e publicitário Fernando Esteche e nascia a RedeSul de Notícias, projeto concebido por ele, de A a Z.

Era o ano de 2001, início do segundo mandato do então prefeito Vitor Hugo Burko, da qual tinha sido secretária de Comunicação Social.

A comunicação de Guarapuava dava os primeiros passos para nadar de braçada na rede mundial de computadores, ferramenta que tinha nascido no berço da Guerra Fria, criada para atender interesses militares norte-americanos, em caso de ataques inimigos que destruíssem os meios convencionais de telecomunicações. Nas décadas seguintes, entre 1970 e 1980, a web passou a ser utilizada também para fins acadêmicos, atraindo a atenção de professores e estudantes universitários nos Estados Unidos, principalmente.

A RedeSul de Notícias passou a se levantar, embora agarrada à Tribuna; deu os primeiros passos e atingiu a sua independência. Para isso, entretanto, foi preciso mudar o layout e surge a parceria com a Seletiva, com o Nélio Gomes da Costa e o Romeu Baia Lopes Junior. Um “casamento “ que durou quase 16 anos. Nesse período, jornalistas como Luciana Queiroga Bremm, Daiane Celso, Regina de Oliveira, deram a sua contribuição ao site que crescia gradativamente. Outras parcerias também deram o seu toque, marcando fases de um dos primeiros canais de conteúdo do interior do Paraná.

Novas ideias, novos layouts, novos profissionais. Em 2011 sentava à minha frente o jornalista Rogério Thomas, importado de Prudentópolis. Veio para cobrir minhas férias e ficou. Iniciava então uma outra fase do site. O número de acessos cresceu, as matérias ganharam mais rotatividade com postagens em tempo real, passando a imprimir um ritmo acelerado. A RedeSul de Notícias já fazia parte da maior criação tecnológica, depois da televisão na década de 50. Vieram o Caio Budel, o Luis Carlos Knuppel Junior, a Lizi Dalenogari, a Barbara Franco, o Jonas Laskouski, o Lafite Guimarães, o Pierre Michel, a Adriana Gardacho, a Juliana Paes, o Diego Canci, a Taís Nicheli, o Herivelton Stocco. A Sara Regina – amiga e companheira de primeira hora a quem expresso a minha gratidão – , assim como expresso esse sentimento aos meu irmãos  Paulo e Mariângela Esteche que sempre dão os seus pitacos; ao meu companheiro Orlando Silva com sua visão crítica; ao meu filho Diego Esteche que mesmo muito distante se preocupa com a minha atividade empreendedora;  à minha filha Luana Esteche, a que cabe a parte mais pesada do nosso trabalho; aos meus netos Lorenzo (uma lição de vida diária), Sophia, Thales e Leon (é por eles que também que estou na luta); à minha mãe Olympia; à amiga Vivi Ribas e tantas outras pessoas que, de uma forma ou outra estiveram ou continuam juntos, nesse desafio. Alguns já seguiram outros rumos profissionais, levando consigo a experiência adquirida na Rede. Outros permanecem aqui e são também os responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento do portal. Parceiros apostaram e continuam acreditando no portal, como canal gerador de negócios. Os leitores se apoderaram da Rede e se transformaram em parceiros. E muito mais do que parceiros, a RSN tem amigos.

Por tudo isso, o site cresceu e está chegando perto da maioridade. E continua mudando. Agora passa a ser o portal RSN, trazendo no seu bojo, novos produtos, novas aquisições, sempre acompanhando a tendência tecnológica.

E como a vida é feita de ciclos, a K13 surgiu como nova parceria. E novos colaboradores surgirão. Afinal, as mudanças fazem parte da vida. Gratidão ao Universo e a todas as energias que movem essa ciranda vital.

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com