CFLO alerta sobre o perigo de pipas próximas à rede elétrica

Com a chegada do mês de julho é possível ver as crianças se divertindo no meio das ruas, praças e parques da cidade. O período de férias e o vento sopram a favor de uma brincadeira que resiste ao tempo: a arte de empinar pipa ou papagaio. E elas fazem a alegria da criançada, o céu ganha mais cor e muita originalidade. Mas com o crescimento das cidades, sobraram poucos lugares abertos, descampados, onde se pode brincar com segurança.
A Companhia Força e Luz do Oeste, uma empresa da Rede Energia, orienta a criançada a praticar a brincadeira com segurança, e o Superintendente Comercial Paulo Francisco Figueiredo Barbério faz um alerta aos pais “para que acompanhem os filhos e saibam onde estão empinando a pipa, pois num caso de acidentes, a brincadeira inocente pode se transformar em tragédia”.
Empinar pipa próxima às redes de distribuição de energia elétrica pode ser muito perigoso. Quando se tenta tirar a pipa presa aos cabos da rede elétrica, ao puxar a linha os fios acabam encostando um no outro e provocam um curto-circuito. Além da interrupção acidental do fornecimento de energia para centenas de clientes, a criança pode sofrer uma descarga elétrica, e se ferir gravemente.
É muito importante procurar um lugar descampado, como parques, áreas distantes das redes elétricas para poder empinar a pipa sem correr riscos. Outra dica de segurança é não usar materiais condutores de eletricidades para confeccionar o papagaio, como plásticos e papéis metalizados. E nunca utilizar cerol, uma mistura cortante de vidro moído e cola preparada com o objetivo de cortar a linha de outra pipa.
Segundo o Engenheiro de Segurança, Vinicius de Oliveira Motta, “se a pipa ficar presa aos cabos da rede elétrica ou cair numa subestação de energia jamais tente retirá-la. Tenha cuidado também ao atravessar ruas, quando correr atrás de uma pipa que estiver solta no ar, pois você pode cair, ou mesmo ser atropelado, e se machucar gravemente”. O engenheiro também alerta que os cuidados devem ser redobrados para quem “brinca em cima de lajes e muros. Muitos acidentes ocorrem nessas circunstâncias”, ressalta.

Dicas para evitar acidentes com pipas:
Solte pipas em locais abertos, como pastagens, parques ou no campo.
Pipa é brinquedo para dias ensolarados; nunca solte em dias nublados ou com relâmpagos no céu. Caso ameace chover, recolha sua pipa, ela funciona como pára-raios.
Aprenda a soltar pipa sem rabiola, porque enrosca nos fios com mais facilidade.
Não utilize papel laminado ou linhas metálicas, pois se tocar nos fios elétricos causará curto-circuito e até choques em pessoas que estiverem próximas.
Se a pipa ficar presa a um fio, deixe-a, ou poderá ser eletrocutado. E não corra atrás da pipa caso ela voe, você pode ser atropelado.
Solte pipa em lugares baixos. Ficar em lajes de casa é muito arriscado, porque você pode se distrair e cair.
Não deixe que a linha de sua pipa atravesse o caminho de ciclistas, motociclistas e pedestres. Muitos acidentes acontecem porque as linhas não são vistas.
Nunca use linha com cerol, porque pode provocar ferimentos graves e até matar.

Relacionadas

MAIS UMA MORTE

Após 28 dias desde os primeiros sintomas, morre 76º paciente

PROST

Quiosque da Brahma surge repaginado no Shopping 'Cidade dos Lagos'

COMEMORAÇÃO

Fernando e Sorocoba no 'Parabéns pra você' em Guarapuava

Comentários