Cinco presos abrem buraco em parede e fogem da PEG UP em Guarapuava

A fuga foi registrada no fim da noite de sábado (14). Dos cinco fugitivos, um foi recapturado. Quatro deles chegaram um dia antes na unidade prisional

Cinco presos cavam buraco em parede e fogem da PEG UP em Guarapuava (Foto: Gilson Boschiero/RSN)

Cinco presos fugiram nesse fim de semana da Penitenciária Estadual de Guarapuava – Unidade de Progressão, a PEG – UP. Assim, conforme a direção da unidade, a fuga ocorreu por volta das 23h de sábado (14). “Foi visto pelo agente escalado no monitoramento, os presos já correndo em direção ao alambrado. Foi acionada a equipe e a Polícia Militar”.

Ainda conforme a direção da penitenciária, após a contagem dos presos, verificou-se que os fugitivos fizeram um buraco na parede do alojamento e fugiram. Dos cinco fugitivos, um chegou na unidade dia 6 de março. Porém, os outros quatro chegaram um dia antes da fuga, 13 de março. Eles estavam fazendo o período de triagem no alojamento normal.

Isso porque de acordo com a direção da PEG – UP, devido a obras na carceragem da Cadeia Pública, a PEG – UP recebeu 42 presos da PIG – Penitenciária Industrial de Guarapuava, “que por não terem o perfil adequado para a nossa unidade estão no isolamento. Sendo assim, esses cinco que fugiram estavam tirando o período de triagem no alojamento normal e não no isolamento”, afirmou a direção.

Dos cinco foragidos, um foi recapturado na noite desse domingo (15) por volta das 21h40, na rua Vereador José Vicentin, no bairro Primavera. Trata-se de Oclaudinei Godoy Paixão, de 27 anos. Ele foi preso e levado para a carceragem da 14ª SDP. Os foragidos são: Hemer Kainan Alves, Jailton dos Santos, além de Jaison Gabriel Moreira e Paulo Campos de Camargo.

(Foto: Gilson Boschiero/RSN)

PEG – UP

A Penitenciária Estadual de Guarapuava – Unidade de Progressão (PEG – UP) foi inaugurada em novembro de 2018. Mas começou a operar como uma unidade de progressão em janeiro de 2019, na estrutura onde funcionava o CRAG – Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava, fundado em 2007 e que funcionou até 2018, quando o regime foi extinto no Paraná.

Em dezembro de 2019, a unidade atingiu 160 presos. Como a unidade prisional é de progressão, a segurança é mínima. Apenas um alambrado separa os presos do ambiente externo. Assim, desde janeiro de 2019, quando a estrutura do Crag – antigo semiaberto passou a abrigar a PEG UP, 19 presos fugiram. Destes, nove foram recapturados.

Com mais essa fuga, são 24 fugitivos, dos quais 10 foram recapturados. Por fim, o Portal RSN mostrou em outubro de 2019, na websérie ‘Liberdade Vigiada’, 16 reportagens sobre a unidade.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

SAÚDE MENTAL

Fim de semana marcado por suicídios em Guarapuava e Região

OPORTUNIDADE

Inscrições para curso de Pedagogia no Contexto do Campo começam hoje

COVID-19

Dois casos de covid-19 foram confirmados em Guarapuava neste domingo

Comentários

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com