Clínicas Integradas Guairacá retornam os atendimentos de forma gradual

Os atendimentos vão seguir os protocolos e normas da OMS. Além disso, os acadêmicos estão recebendo treinamentos de biossegurança

Além disso, os acadêmicos estão recebendo treinamentos de biossegurança (Foto: Ascom/UniGuairacá)

As Clínicas Integradas Guairacá estão retornando o atendimento de forma gradual. Com isso, os acadêmicos dos últimos períodos dos cursos da saúde estão recebendo treinamentos sobre os novos protocolos de biossegurança para atender os pacientes. Assim, com normas mais rígidas, os atendimentos essenciais vão ser oferecidos durante a pandemia da covid-19.

De acordo com o coordenador clínico, Luiz Alfredo Braun Ferreira, o retorno é essencial para manter a qualidade de vida dos pacientes com doenças preexistentes. “O enfrentamento a covid-19 é extremamente importante nesse momento. Mas nós, como servidores da saúde, precisamos entender que os nossos serviços são essenciais. Um paciente cadeirante, por exemplo, é essencial para a vida dele a fisioterapia. E os exercícios que são importantes para a melhora de todo o contexto circulatório e musculoesquelético”.

(Foto: Ascom/UniGuairacá)

A professora do Colegiado de Odontologia, Ana Paula Traiano, também ressalta o cuidado que tem sido tomado com os acadêmicos, principalmente com os que atuam nas Clínicas de Odontologia, já que a especialidade tem contato direto com gotículas e aerossóis.

“Cada ação foi, antes de ser implementada, cuidadosamente discutida com profissionais de saúde. Fizemos vários estudos por meio do Conselho Federal de Odontologia e da Organização Mundial da Saúde. Entendemos nossa responsabilidade e, com grande cautela, construímos um plano de retomada das atividades”.

CUIDADOS

Desse modo, com o objetivo primordial de manter a saúde de alunos, professores, colaboradores e pacientes, diversos protocolos foram desenvolvidos. Seguindo as normas da Organização Mundial da Saúde e de outros órgãos, como a Vigilância Sanitária do município, os atendimentos clínicos ganharam novas diretrizes. A diminuição do número de pessoas nas Clínicas Integradas, protocolos de triagem e equipamentos de proteção individual (EPIs) são algumas das principais mudanças.

Isso tem dado segurança à comunidade acadêmica, especialmente aos alunos que retornaram em função da necessidade do cumprimento de carga prática para a conclusão do curso em tempo hábil.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

OPORTUNIDADE

Inviolável abre vagas para portadores de deficiência em Guarapuava

BAZAR SOLIDÁRIO

Rotary Club Guairacá promove bazar solidário em Guarapuava

MAIS CONFIRMAÇÕES

Saúde confirma 14 novos casos de covid-19 em Guarapuava

Comentários