Em Guarapuava, transporte coletivo vai parar perto da casa de usuários

Lei municipal em Guarapuava beneficia idosos, mulheres, portadores de necessidades especiais e pessoas com mobilidade reduzida

Uma iniciativa vai beneficiar idosos, mulheres e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida que são usuários do transporte coletivo urbano em Guarapuava. Assim, a partir do dia 20 entra em vigor  ‘Parada Segura’.

De acordo com a Prefeitura, trata-se da lei municipal 1.203/2002. De acordo com o texto, todos os dias, entre às 21h e 6h da manhã, esse público pode pedir que o ônibus pare fora dos pontos previstos.

Conforme a Pérola do Oeste, empresa concessionária do serviço, quem precisa parar fora do ponto, por questão de segurança, deve acionar a campainha. Outra opção é avisar o motorista. Assim, nos dois casos é preciso avisar com antecedência.

Para o diretor da Pérola do Oeste, Ruy de Camargo e Silva Júnior essa determinação vai oferecer mais segurança aos usuários que, por vezes, se sentem vulneráveis.

Há receio em fazer o trajeto entre o ponto de ônibus e sua casa, à noite, quando o movimento nas ruas é menor. Vamos diminuir essa distância, deixando menor o percurso a pé. Para isso, será preciso a colaboração dos usuários para que, além de seguro, seja o mais funcional possível.

Porém, o desembarque só será atendido se não infringir o itinerário das linhas e as regras de trânsito. Para atender os usuários se enquadram no ‘Parada Segura’ a empresa está promovendo treinamentos específicos com os motoristas. Informativos e ações contínuas de esclarecimento também já estão sendo feitas com o público alvo.

Assim, nesse período de adaptação, será preciso a colaboração dos usuários para estabelecer um diálogo prévio com o motorista sobre o local em que desejam parar.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

 

 

 

Relacionadas

PREVISÃO DO TEMPO

Chuva forte marca primeiro fim de semana de dezembro em Guarapuava

TUDO NO SHOPPING CIDADE DOS LAGOS

Donau Bier e Paulistana Pizza Bar são as opções para o domingo no Shopping

AINDA EM ALERTA

Pacientes recuperados em Guarapuava chegam a 76%

Comentários