Gestão de resíduos sólidos feita em Bituruna é exemplo para o PR

O programa Jogando Limpo integra as ações da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente e promove a gestão de resíduos sólidos na cidade

A gestão dos resíduos feita de maneira correta traz diversos benefícios à comunidade (Foto: Ascom/Prefeitura de Bituruna)

Na última semana, ocorreu em Curitiba a audiência pública “Lixo Zero: Compostagem”, promovida na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). Assim, na ocasião foi debatido sobre a importância da compostagem para o meio ambiente e formas de reduzir a produção de lixo, aliando o trabalho do poder público e população.

A audiência reuniu técnicos do Paraná, São Paulo e Santa Catarina e o diretor de Meio Ambiente de Bituruna, Fábio Cró, apresentou o que está sendo desenvolvido no município. Assim, exemplo para o Paraná, o programa biturunense Jogando Limpo integra as ações da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, e promove a gestão dos resíduos sólidos.

“O projeto é simples, de baixo custo e conta com participação da população. Além da Associação de Catadores de Recicláveis São João. O lixo seco e úmido é separado nas casas e a coleta é feita diariamente. O lixo seco é separado e vendido para reciclagem. Já o úmido passa por uma triagem, onde o lixo orgânico é transformado em composto orgânico [adubo] e o rejeito é enviado para o aterro”, explica.

Contudo, o Jogando Limpo vai além da separação dos resíduos, ele também é uma forma de gerar renda às famílias associadas. Além disso, pretende promover a conscientização ambiental da população afim de transformar Bituruna numa cidade sustentável e ambientalmente correta.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

AVANÇO

Irati supera marca de 200 casos confirmados de covid-19

CHUVA E FRIO

Depois de quinzena de tempo estável, chuva chega a Guarapuava

Paróquia São Miguel de Irati terá relíquia ligada a São João Paulo II

Comentários