Governo disponibiliza 21 cartas sobre rochas e minérios no Paraná

Cartas do IAT servem para pesquisa e exploração econômica de minerais no Estado. Mapas mostram tipos de minérios em cada Região

Governo disponibiliza 21 cartas sobre rochas e minérios no Paraná (Imagem: SEDEST)

O Governo do Estado disponibilizou 21 cartas na escala 1:250.000, mostrando ocorrências, indícios e minas ativas e inativas conhecidas de rochas e minerais industriais extensivas a todo o Paraná. De acordo com o chefe da Divisão de Geologia do IAT, Geólogo Luciano Loyola, os estudos são do Instituto Água e Terra (IAT).

“Rochas e minerais industriais são substâncias naturais aplicadas em produtos e processos como matérias primas, insumos, aditivos e cargas nos mais diferentes segmentos econômicos”.

Conforme Loyola, exceto os produtos à base de madeira, todos os demais são na maior parte rochas e minerais industriais. “Esses insumos são de amplo uso e indispensáveis para todos os segmentos industriais. Entre eles, construção civil, cerâmico, fundição, papel, plástico, vidro, fertilizantes, petróleo e agropecuário”.

MAPAS GEOLÓGICOS

As cartas têm como base mapas geológicos. Desse modo, nesta etapa, o IAT inventariou principalmente as rochas e os minerais industriais conhecidos como de uso social, como argila, areia, calcário e saibro. Além disso, rochas de amplo emprego na produção de telhas, tijolos, brita, cal, cimento e como corretivo agrícola.

De acordo com a Agência Estadual de Notícias, na segunda fase do projeto serão inventariados os indícios, as ocorrências e as unidades minerais das matérias primas especificadas na legenda das cartas publicadas. A conclusão se dará com a elaboração de perfis analíticos para cada uma das substâncias inventariadas e avaliação do potencial mineral no Paraná.

CONSULTA

Conforme o IAT, as cartas elaboradas estão disponíveis para consulta no site: www.iat.pr.gov.br. Por fim, basta clicar em “Gestão Territorial” / “Produtos Geológicos” / “Prospecção e Pesquisa Mineral” / e “Mapas de Rochas e Minerais Industriais do Paraná.

Leia outras notícias no Portal RSN.

 

Comentários