Investimentos públicos e privados ampliam capacidade do Porto de Paranaguá

Mesmo com a crise causada pela pandemia, os investimentos continuam a todo vapor. Empresa executa obras importantes de infraestrutura

A empresa pública que controla os Portos de Paranaguá e Antonina executa obras importantes de infraestrutura (Foto: José Fernando Ogura/ANPr)

Os investimentos públicos e privados na atividade portuária seguem a todo vapor no Paraná, mesmo com crise causada pela pandemia. Desse modo, a empresa pública que controla os Portos de Paranaguá e Antonina executa obras importantes de infraestrutura, o que anima empresas privadas a investirem na ampliação dos negócios.

O diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, explicou que o poder público precisa atuar como facilitador, não como entrave. “Ao realizar grandes obras, além de oferecer mais eficiência e qualidade, também mostramos para a iniciativa privada a segurança em investir. Desse modo, precisamos crescer juntos, é uma simbiose. Todos ganham”.

Dessa maneira, a autoridade portuária que administra o porto, e responsável por oferecer a infraestrutura necessária às atividades de movimentação de cargas, deve investir R$ 703 milhões nos próximos anos. Assim, somente na contratação do projeto executivo de modernização do Corredor de Exportação Leste a obra é estimada em R$ 4 milhões.

PREVISÃO

Conforme as informações, com a previsão de mais estrutura e demanda crescente, as empresas que atuam no embarque e desembarque de produtos estão animadas. Nesta semana, a Rocha Terminais Portuários e Logística anunciou novos investimentos na duplicação da capacidade de armazenagem. Além de movimentação de granéis sólidos pelo Corredor de Exportação Leste, do Porto de Paranaguá

Assim, o projeto de ampliação prevê a duplicação da estrutura do Terminal de Granéis Sólidos de Exportação, que passará a ter dois novos armazéns, com capacidade de armazenamento de 62 mil toneladas cada. Além disso, as obras começam já este mês e a previsão é que estejam concluídas até dezembro de 2021.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

INDIGNAÇÃO

Em Candói, manifestantes pedem prisão para agressores de animais

LEI ALDIR BLANC

Setor cultural pede socorro para não perder recurso emergencial

PROGRAME-SE

'Trenzinho da Luz' oferece passeio gratuito pela 'Cidade dos Lagos'

Comentários