Ministro disse que não renovará concessão de pedágios no Paraná

Declaração foi feita ao deputado Aliel Machado durante reunião da Comissão de Transportes

Deputado federal Aliel Machado (Foto: Jair Marques/Ascom)

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse durante a reunião da Comissão de Viação e Transportes na Câmara dos Deputados, que o Governo Federal irá retomar a concessão das estradas federais que hoje estão sob responsabilidade do Paraná. A declaração foi feita ao deputado federal Aliel Machado (PSB), integrante da Comissão, que havia questionado o ministro sobre a situação da concessão do Anel de Integração, nessa quarta (3).

Aliel lembrou a situação atual das concessões, que estão prestes a terminar, e pediu a intervenção do governo federal para que os contratos não voltem a incorrer nos erros passados. “Se descobriu um grande esquema no Paraná em relação as rodovias federais que foram delegadas ao Estado e que hoje tem um dos pedágios mais caros do Brasil”.

O parlamentar alertou para os problemas enfrentados pelos paranaenses com o atual modelo. “Muito importante a atuação do governo para fazer nos moldes que já foram feitos pelo governo federal e não entregar essa negociação que a gente viu que não deu certo. Esse modelo do Paraná tirou dinheiro do nosso povo, do setor produtivo, e criou problemas graves”, destacou Aliel.

O ministro da Insfraestrutura respondeu ao questionamento com clareza.”Nós não vamos prorrogar a delegação, nós vamos trazer isso para o governo federal e vamos estruturar concessões para que o usuário perceba porquê tá pagando pedágio e vamos trazer um modelo que a gente abaixe a tarifa e consiga trazer mais investimento”, revelou Freitas.

O ministro ainda fez questão de destacar o trabalho do parlamentar na Câmara. “Me lembro do Aliel chegando na Câmara com muito entusiasmo. A declaração dele me deixou muito feliz. Aliel é um deputado de oposição, mas que não tá fazendo oposição pela oposição, mas de forma. Mas responsável e construtiva e tenho certeza que é isso que vai levar a transformação do país”, disse Freitas.

ANEL DE INTEGRAÇÃO

Desde 1997, durante o Governo Federal de Fernando Henrique Cardoso e Estadual de Jaime Lerner, seis empresas são responsáveis pela concessão de mais de 2 mil quilômetros de rodovias paranaenses no chamado “Anel de Integração”. O período das concessões delegado pelo governo federal ao Estado do Paraná foi de 24 anos, encerrando em 2021.

Recentemente o ex-governador Beto Richa e mais 32 pessoas foram denunciadas pela Lava-Jato por corrupção em contratos de concessão. De acordo com os procuradores do Ministério Público Federal (MPF), o esquema desviou R$ 8,4 bilhões em reajustes e obras que não foram feitas.

Relacionadas

NÚMEROS POSITIVOS

Novo Caged mostra recuperação gradual da economia em Guarapuava

FUTEBOL

Conheça os 10 maiores artilheiros da seleção brasileira de todos os tempos

13º SALÁRIO

Décimo terceiro salário vai injetar 5,4% a menos na economia em 2020

Comentários