“O PT cuida do PT e o MDB cuida do MDB”, avisa João Arruda

Novo presidente diz que afinidade de Requião com o PT contaminou o MDB

João Arruda (Foto: Eduardo Matysiak)

“O PT cuida do PT e o MDB cuida do MDB”. A afirmação feita pelo ainda deputado e presidente do Diretório Estadual do MDB, João Arruda revela que o partido se desvincula da linha ideológica que vinha sendo defendida pelo senador Roberto Requião. A proximidade com a agremiação “lulista” é tida como a responsável pelas perdas da última campanha eleitoral. O próprio Requião, que despontava na liderança das intenções de votos para a reeleição acabou ficando de fora pelo resultado negativo nas urnas.

“O Requião tinha uma posição ideológica de afinidade com o PT e isso acabou se confundido com o partido e contaminando o MDB. Eu não tenho ligação nenhuma com o Partido dos Trabalhadores e as minhas posições na Câmara Federal já demonstraram isso”, disse ao Portal RSN.

A partir dessa postura e com foco nas eleições municipais do ano que vem, João Arruda quer ampliar o número de prefeitos (hoje são 70) e o alvo são as principais cidades paranaenses.

“Guarapuava é nossa prioridade, assim como  Ponta Grossa, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, onde vamos investir para termos candidaturas próprias nesses municípios e com nomes que tenham competitividade”.  João Arruda anuncia também a intenção de compor chapa própria para a Câmara de Vereadores. Atualmente, em Guarapuava, o partido está sem nenhum representante. “Vou  me concentrar nessas cidades e quero ir a Guarapuava ainda neste ano”, disse Arruda.

De acordo com o novo presidente medebista, o nome do advogado João Nieckars surge como um potencial para encabeçar a chapa majoritária. “Ele está disposto e uma decisão será do grupo local. Se for consolidado, vamos ajudar a formular um plano de governo. O vejo como um bom nome”.

O presidente, porém, se reserva em falar em possíveis coligações e em posições referentes aos governos estadual e federal. “Vamos observar os primeiros meses. Dar um tempo aos novos governantes, mas o MDB vai atuar como fiscal nas esferas estadual e federal”, afirmou.

Já o ainda senador Roberto Requião confirma a sua atuação como oposição ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Relacionadas

PERIGO

Bandidos armados roubam casa no Centro de Guarapuava

DEU RUIM

Homem fica ferido depois de agredir mulher em Guarapuava

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

Comentários