Pérola do Oeste inicia série de demissões em Guarapuava

Pérola do Oeste passa por crise financeira e para a segunda quinzena deste mês, prevê a demissão de mais 20% da equipe

Pérola do Oeste inicia série de demissões em Guarapuava (Foto: Ascom/Pérola do Oeste)

A empresa Pérola do Oeste anunciou nesta semana, a demissão de 10% dos colaboradores. De acordo com a empresa, a medida é em função da grande crise financeira causada pela redução de faturamento durante a pandemia do novo coronavírus. Conforme a assessoria de imprensa, para segunda quinzena deste mês, está prevista no planejamento a demissão de mais 20% da equipe. A Pérola operava até então com um quadro médio de 200 colaboradores.

De acordo com a direção da empresa, com a queda de receita, aliada à falta de reajuste de tarifa e o cumprimento da continuidade do oferecimento do serviço, sem qualquer subsídio público, está sendo impossível manter o equilíbrio econômico da operação. Isso mesmo com a parceria dos colaboradores em acordos salariais, firmada anteriormente.

Assim, conforme a assessoria de imprensa, a empresa que presta o serviço de transporte público em Guarapuava está operando com 60% da frota. Além disso, está transportando 30% dos passageiros, sendo que cerca de 21% do total são beneficiários da gratuidade. Ainda segundo a direção da empresa, o cenário se repete há mais de cinco meses numa conta que não fecha, acumulando um grande prejuízo todos os meses.

“Infelizmente estamos tendo que tomar essas medidas mais drásticas, porque já passamos do limite há um bom tempo”.

SUBSÍDIO

Outras cidades do Paraná, como Curitiba e Região metropolitana, receberam recursos estaduais e municipais. Estes recursos ajudam na manutenção de despesas básicas do serviço, com acordo com as empresas que abriram mão do lucro previsto em contrato. Guarapuava também ficou de fora das cidades que devem receber subsídio do Governo Federal para o transporte público. O subsídio é para municípios com mais de 200 mil habitantes.

Por fim, conforme a assessoria, a Pérola do Oeste está tomando todas as decisões e cumprindo rigorosamente o regulamento nos contratos dos colaboradores. Além disso, a Pérola está em ampla comunicação com o sindicato de servidores da empresa. Por fim, a empresa informou que oi sindicato também está sendo periodicamente informado sobre o grande desafio financeiro do momento, completamente insustentável.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

FIQUE ATENTO AO PRAZO

Portaria estabelece até 2021 para informar uso de recursos hídricos

UTILIDADE PÚBLICA

Energisa divulga desligamento programado para Guarapuava

BAZAR BENEFICENTE

'Vidas por Vidas' promove bazar agendado todos os dias em Guarapuava

Comentários