Elas se reencontram 10 anos após a formatura

Alunas da segunda turma de Pedagogia da Faculdade Guairacá revivem momentos da graduação

Alunas da segunda turma de Pedagogia da Faculdade Guairacá (Foto: Divulgação)

Há mais de 10 anos elas estudaram juntas, compartilharam dificuldades, mas também dividiram sonhos. Uma década após a formatura, a segunda turma de Pedagogia da Faculdade Guairacá se reencontrou para recordar os momentos vividos na graduação, rever antigos colegas e compartilhar trajetórias.

O reencontro, ocorrido no final de janeiro deste ano, foi marcado por sorrisos largos, longos abraços e nostalgia. Algumas professoras que lecionaram na época também fizeram questão de prestigiar o evento. A professora Elizabeth Macedo Fagundes compartilhou da sua felicidade. “Nem todas puderam comparecer, mas foi um momento gratificante. Além de Guarapuava também vieram ex-alunas de São Paulo, Arapongas, Pitanga e Foz do Jordão”.

Isabel Hlenka Manchur atua em uma escola particular no município de Pitanga. Ela destacou as grandes mudanças na vida de todas após a formatura. “Muita coisa aconteceu nesses 10 anos, todas nós tivemos avanços pessoais e profissionais. Nesse reencontro pudemos matar as saudades e reviver um pouco do tempo de graduação”.

Supervisora de merenda escolar no município Gracielle Primak disse que o melhor da ocasião foi poder estreitar os laços de amizade. “Nesse tempo perdemos completamente o contato umas com as outras, mesmo com aquelas que continuaram morando em Guarapuava. Foi uma delícia nos reencontrar, queremos continuar tendo esse convívio”.

Josiane Ribeiro reside em Mogi das Cruzes, em São Paulo, e a distância não foi impedimento. Ela contou que sente saudade dos momentos vividos na sala de aula, dos projetos desenvolvidos, das atividades em grupo. Para a pedagoga, fica a sensação de alegria por todas estarem seguindo com o mesmo objetivo. “O reencontro foi maravilhoso. Pude estar com minhas colegas e saber que elas estão seguindo suas vidas com amor e dedicação. Pudemos compartilhar momentos e histórias. Rever as professoras também foi ótimo”.

Para a Guairacá, esse reencontro confirma que a instituição de fato deixa marcas na vida das pessoas. “É bom saber que somos parte da colheita, dos esforços de cada professor que conosco ficou. Sou muito grata à Faculdade Guairacá pela minha formação e pela preparação para a minha vida”, disse Josiane.

Relacionadas

Que tal fazer você mesma a fantasia para o seu cão?

Os sonhos compartilhados nas audições do MGT em Guarapuava

EXEMPLO DE VIDA!

Aos 53 anos, guarapuavano que ficou cego é exemplo de superação

Comentários