ENTRE A TECNOLOGIA E A INOVAÇÃO ESTÃO AS MARCAS DE CESAR FILHO​

Termino o meu ciclo com gestor da cidade onde nasci. E me orgulho do que fiz, de preparar a cidade num lugar de futuro. De ter preparado a cidade onde vou viver como cidadão comum, junto com a  minha família.

Cristina Esteche

Guarapuava é uma cidade com várias facetas. Ao mesmo tempo em que é o mais importante polo da Região Centro-Oeste do Paraná, é também o ‘corredor’ para o Mercosul. Além disso, é uma cidade onde o moderno e o antigo dividem espaço na área central. São os edifícios que se erguem, impávidos, tentando ficar mais perto do céu. Porém, sem fazer ‘sombra’ aos casarões centenários que, embora, poucos, ainda resistem à modernidade pela preservação.

 

Entretanto, a cidade bi-centenária, com 201 anos comemorados em 9 de dezembro de 2020, se abre para o mundo. Sob esse olhar é muito fácil perceber a transformação. Uma mutação que encontrou ambiente e insumos nos últimos oito anos.

 

Assim sendo, o prefeito Cesar Silvestri Filho, que encerra o ciclo como gestor do Município, cunha na história, uma marca de desafios. Nascido e criado em Guarapuava, como costuma se dizer sobre os ‘filhos da terra’, fica registrado como o prefeito dos 200 anos do Município. Além disso, despertou a cidade e os atores para a alquimia da tecnologia e inovação. Isso significa, uma cidade vanguardista, mas que preserva nos costumes do guarapuavano, sem excluir a ideia de quem chega para contribuir.

 

AQUI ANDRÉ PODE ENTRAR FOTO DE MÁSCARA (PIXABAY OU OUTRA ImAGEM PÚBLICA)

 

E para compor o tripé, será lembrado com o prefeito que enfrentou a pandemia da covid-19. É ele quem assinou medidas inéditas até então, como decretos que são fundamentais contra o avanço da doença. Esse é o caso da obrigatoriedade do uso de máscara; a implantação do ‘call center ‘ para desafogar unidades de saúde. Medidas que se tornaram exemplos para o país.

 

“Em março quando começou a pandemia, o nosso objetivo era achatar a curva e nos preparar para atender os casos que sabíamos que chegariam aqui. Aos poucos, todas as medidas se mostraram assertivas. Chegamos a um número baixo de casos e o coeficiente de incidência abaixo do nacional e paranaense. Entre as 10 maiores cidades do Paraná, Guarapuava teve o menor número de casos confirmados até junho”.

CESAR FILHO

A TRANSFORMAÇÃO COMEÇA COM O ENSINO SUPERIOR

PIXABAY

Assim, por falar em saúde, os dois mandatos de Cesar Filho ficam cravados na história pelo olhar da ampliação do ensino superior.  Dessa forma, pode-se dizer que o caminho trilhado na educação dá passos largos.

 

As cidades universitárias são assim chamadas devido as diferentes instituições de ensino superior. Como resultado, muitas delas possuem uma excelente qualidade de vida e um custo de vida baixo  em relação a outros centros universitários. E Guarapuava se enquadra nesse contexto.

 

Para se ter uma ideia, em 2020, o vestibular da Unicentro teve 8.389 inscritos, que disputaram as 1.355 vagas, em 41 cursos de graduação, de acordo com a Instituição. O curso mais concorrido, medicina, teve 143 candidatos por vaga. Ao todo, 4,5 mil inscritos disputaram 32 vagas.

PIXABAY

Aliás, a implantação desse curso coroou uma reivindicação regional que se estendia por décadas. Além desse, que é público, o Centro Universitário Campo Real também oferta medicina. Todavia, além de outros cursos na área da Saúde, O Centro Universitário Guairacá conta com Odontologia.

 

Entretanto, outras áreas do conhecimento são contempladas, nas ciências humanas e exatas. Assim, a Faculdade Guarapuava prioriza a áreas de engenharias. Porém, a Universidade Tecnológica Federal (UTFPR), campus de Guarapuava foi  largada desse processo.

Cancer Center – Erasto Gaertner em Guarapuava e o centro de pesquisa (IPEC) Foto: Geraldo Bubniak/AEN

De acordo com Cesar Filho, esse ambiente acadêmico contribuiu para a implantação do Hospital Regional, Centro de Especialidades, Câncer Center, Pesquisa do Câncer de Guarapuava.

“Empreendimentos como esses funcionam como capitalizadores de recursos humanos e financeiros. Tudo isso, impacta diretamente na economia local e na qualidade de atendimento à população”.

ANTENADA E CONECTADA

UMA CIDADE ANTENADA

Antenada e conectada? Acho que são essas as palavras certas para descrever o novo ciclo de Guarapuava. Nos últimos ano, até mesmo o guarapuavano, precisa conhecê-la melhor. Todavia para essa lição é preciso apenas duas coisas: mente aberta e disposição para mergulhar de cabeça nessa cidade que acorda para a tecnologia e inovação.

 

“A tecnologia tem um grande impacto nas nossas vidas. Estamos cercados em toda a parte pelas inovações. Guarapuava possui hoje um ecossistema favorável e se transforma num polo tecnológico”. Conforme o prefeito Cesar Filho, um polo tecnológico é analisado pela inserção de processos produtivos inovadores,. “Pela articulação de atores científicos, empresariais, financeiros e políticos e pelos arranjos econômicos locais. E temos tudo no Cilla Tech Park (CTP).

 

O parque tecnológico, por definição, é uma concentração geográfica de empresas, universidades e centros de pesquisa que apoia empreendimentos de base tecnológica. Isso se dá por meio de acesso a assessoria, fomento e qualificação para o desenvolvimento de inovações.

Para aliar a inovação com a melhoria de qualidade de vida das pessoas nas cidades é necessário aproximar os diferentes atores envolvidos nesse processo. Ou seja, os cidadãos, as organizações e o setor público e compor redes. E é isso que estamos fazendo no CTP que já atrai empresas com a Jacto, o Centro Tecnológico de Itaipu, e municípios. É esse é apenas o começo.

Dessa forma, segundo Cesar Filho, unindo o IPEC, o CTP e os atores que já compõem esse ambiente, Guarapuava caminha para um projeto ousado. Aliás, o maior projeto até agora nessa área. A cidade será conhecida no mundo com a primeira a sediar o Vale do Genoma. Tipo, aos mesmos moldes do Vale do Silício. E se lá, o polo da tecnologia mundial gera bilhões de dólares abrigando empresas como o Facebook e a Apple, aqui a ‘vibe’ é outra.   De acordo com a biotecnologia ou biologia tecnológica, o genoma condensa todos os dados transmitidos de uma geração de seres vivos para outra, armazenados no DNA. Entretanto, como um parênteses aberto, Cesar Filho protagoniza a primeira parceria pública privada (PPP) que moderniza e amplia a iluminação pública na cidade. Isso gera economia e dá segurança para o usuário.   Portanto, Guarapuava é um universo de contrastes. É aquele lugar que todos deveriam conhecer. Mas cuidado, é muito fácil se apaixonar por esse lugar que mistura o tradicional com o contemporâneo. Assim, essas são as marcas que terão a assinatura do prefeito Cesar Filho nas páginas da história.   “Termino o meu ciclo com gestor da cidade onde nasci. E me orgulho do que fiz, de preparar a cidade num lugar de futuro. De ter preparado a cidade onde vou viver como cidadão comum, junto com a minha família”.