Apesar da chuva, estado de alerta pela estiagem continua em Prudentópolis

A prefeitura classificou o volume de chuva registrado no fim da semana passada como um 'fôlego'. A orientação é de que seja mantido o racionamento severo

Estado de emergência pela estiagem na cidade foi decretada em 15 de maio (Foto: Geraldo Bubniak/AENPr)

A estiagem que está castigando o Estado neste ano, não foi amenizada com as chuvas do fim da semana passada. Dados coletados pela Prefeitura de Prudentópolis apontam que a situação de emergência na cidade deve continuar. Uma nota oficial foi emitida pela prefeitura nesta terça (26), a fim de orientar os moradores.

De acordo com as informações da assessoria do município, há seis meses é registrada queda na quantidade de chuvas. Por isso, o prefeito Adelmo Klosowski, decretou estado na emergência na cidade no dia 15 de maio. Ainda de acordo com a assessoria, na cidade, os valores de déficit chegam aproximadamente a 55%, relativamente, a área rural apresentou maior prejuízo de distribuição do equilíbrio hídrico.

Neste fim de semana, uma frente fria trouxe chuva à Região. Em Prudentópolis, conforme dados do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), foram registrados 84 milímetros de chuva na área urbana. A prefeitura classificou o volume como um ‘fôlego’, que não justifica o ‘abandono do racionamento e a economia de água’.

FALTA DE CHUVAS

A nota divulga ainda os problemas acarretados pela falta de chuvas. “Sem chuva, há uma interrupção no  ciclo hidrológico”. Ou seja, quando o ciclo sofre importante interrupção e sem chuvas, não haverá água suficiente para o consumo de toda população. “Assim como as novas medidas de combate à proliferação do novo coronavírus, a água é utilizada múltiplas vezes, por isso é tão importante compreender que o momento demanda o uso consciente da água com severa economia”.

O Simepar alerta, ainda, que o período de estiagem no Estado deve se estender pelo menos até setembro, criando um cenário de seca ao longo do outono e do inverno. Com isso, os mananciais levarão ainda mais tempo para recuperar as condições normais de abastecimento.

PREVISÃO

Os meteorologistas do Simepar preveem que novos registros de chuva devem ser feitos no próximo domingo (31). De acordo com os especialistas, são esperados apenas dois milímetros de precipitação.

Entretanto, a expectativa é de que a chuva se estenda durante a primeira semana de junho. Assim, até o fim da primeira semana do mês de junho devem ser registrados pouco mais de 30 milímetros de chuva na cidade.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Relacionadas

PROGRAME-SE

Shopping Cidade dos Lagos tem atrações diversificadas neste 'feriadão'

LUTO

Morre o ator de James Bond, Sean Connery

DIAS DAS BRUXAS

Até domingo (1), tem Halloween no Shopping Cidade dos Lagos

Comentários