22/08/2023
Cotidiano Em Alta Guarapuava

Campanha estadual contra assédio tem só 10% de adesão

Campanha é do Governo do Paraná para estimular denúncias de assédio durante as festas carnavalescas no estado

Não é não.(Foto: Freepik)

O Paraná possui 399 municípios. No entanto, às vésperas do Carnaval, apenas 41 cidades aderiram à campanha do Governo estadual ‘Se toca, assédio não é folia’. Isso significa que 358 municípios ficaram de fora, conforme dados da Agência Estadual de Notícias.

Mas Guarapuava, Prudentópolis, Laranjeiras do Sul, Turvo, Mangueirinha, estão entre aqueles que aceitaram a parceria.

De acordo com a Secretaria da Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa (Semipi), a partir deste domingo (11) até a quarta (14), as prefeituras vão distribuir materiais educativos. Também haverá divulgação virtual orientando os foliões com os canais para denúncias. Mas vale observar que em muitas cidades, os bailes e festas carnavalescas começam já nesta sexta (9).

Com o mote “Se toca, assédio não é folia”, nas peças publicitárias estão no alvo qualquer ato de assédio, verbal ou físico, constrangimento ou toque sem consentimento. A veiculação será em cartazes, adesivos e leques. Além de material para as redes sociais. De acordo com  o levantamento do Instituto Locomotiva e Question Pro, metade das mulheres no país já foi vítima dessa violência durante a festividade. E 73% delas temem passar por essa situação novamente. Entre as mulheres negras, essas proporções são ainda mais alarmantes, atingindo respectivamente 52% e 75%.

Reunião na Prefeitura de Campo Largo (Foto: Robson Mafra/SEMIPI)

Um dos municípios participantes é Campo Largo. A cidade promoveu nesta quinta (8) uma blitz educativa. Colagem de adesivos nos carros em uma das principais avenidas da cidade. A ação foi acompanhada pela secretária da Semipi, Leandre Dal Ponte. O prefeito Mauricio Rivabem e o Conselho Municipal da Mulher estavam lá.

As peças da campanha reforçam os telefones de contato: 180 (Central de Atendimento à Mulher), 181 (Disque-Denúncia) ou 190 (Polícia Militar).

CRIANÇAS E ADOLESCENTES 

Em uma outra frente, o Governo do Paraná, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social e Família (Sedef), alerta pais e responsáveis sobre a importância de redobrar os cuidados com crianças e adolescentes. Conforme dados do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, neste período os registros de crimes de violações de direitos em áreas como abusos e trabalho infantil registram alta de até 20%. A denúncia pode ser feita por meio de ligação, pelo Disque 181 e ainda pelo site www.181.pr.gov.br.

Leia outras notícias no Portal RSN.

Cristina Esteche

Jornalista

Relacionadas

Desculpe, não encontramos nenhuma postagem disponível.

A missão da RSN é produzir informações e análises jornalísticas com credibilidade, transparência, qualidade e rapidez, seguindo princípios editoriais de independência, senso crítico, pluralismo e apartidarismo. Além disso, busca contribuir para fortalecer a democracia e conscientizar a cidadania.